Autoconhecimento e Espiritualidade Colunistas

Abundância versus Aceitação

Escrito por Tânia Guerino

A fim de experenciar a abundância na vida, precisa-se aprender como fluir com essa energia.

A abundância não é manifestada através da preocupação, do stress e da limitação.

A abundância se manifesta através da ENTREGA.

foto 2 OK
A humanidade, de forma geral, como algumas exceções, teme o sofrimento.

A forma distorcida de enfrentá-lo é aceitando-o de forma resignada ou crendo que a não aceitação criará desarmonia, ansiedade, tensão, aumento das dificuldades, destruição da paz de espírito, etc.

foto 3

Quer a aceitação seja exercida por crença ou resignação ou repudiada por controle e apego, o denominador comum é sempre o mesmo: MEDO que é a grande barreira que bloqueia a abundância.

foto 4

O medo da falta, por exemplo, muitas vezes conduz à avidez e a ganância, buscando acumular o máximo possível para assegurar que a carência não se manifeste.
Na medida em que a ganância se manifesta (energia) o fluxo natural por onde a abundância flui é bloqueado porque a energia da ganância está diretamente ligada à energia do MEDO da falta.foto 5Como a abundância flui por um canal de vibrações positivas, quando uma vibração negativa surge (medo), ela bloqueia o fluxo natural da vibração positiva.

Os pensamentos, os sentimentos, as emoções, as palavras são energias e produzem vibrações.

A mente também limita a experiência da abundância através do pensamento, muitas vezes negativos em função do medo e das crenças ou imagens negativas e limitantes.

A consciência de vítima, de pobreza, do amor condicional, da cobiça, fecham as portas da abundância (pela própria vibração) produzindo uma luta ingrata, o apego à ninharias e o desespero por encontrar uma possibilidade de experenciar a presença da abundância fortalecendo desta forma o Controle (energia cuja vibração também bloqueia o fluxo da abundância).

O medo e o controle dançam de mãos dadas.

As ações (positivas) motivadas pelo amor e confiança são apoiadas pelo Universo enquanto que àquelas motivadas pelo medo e desespero (negativas), funcionam como bloqueadores e o universo não consegue apoiar.

foto 6
Quando o homem se recusa ao desapego, a abandonar o controle, ele naturalmente faz isso por medo e falta de confiança.

Enquanto o homem buscar uma direção para fugir de outra: buscar felicidade por medo da infelicidade; saúde por medo da doença; vida por medo da morte; riqueza por medo da pobreza, o positivo por medo do negativo, esse medo obstruirá o caminho e o resultado desejado.

Nada impede o caminho quando o medo do oposto não existe mais.

A ÚNICA forma da confiança crescer é ENTREGAR-SE ao que parece ser “desconhecido” (medo), desistindo do CONTROLE tenso.

Portanto, o Medo é a Grande Porta Trancada que impede o homem de entrar e permanecer no fluxo na abundância, e a Aceitação o antídoto que conduz à Entrega que por sua vez libera o apego e o controle.

foto 7

Tudo estará imediatamente disponível no exato momento em que o medo for arrancado do coração e da alma do homem.

Texto fundamentado na palestra 130 da metodologia Pathwork

Sobre o autor

Tânia Guerino

Vive e trabalha na Granja Viana há mais de 20 anos, é Helper em Pathwork - uma metodologia de autoconhecimento que atua nos níveis físico, mental emocional e espiritual. É bacharel em Comunicação pela Faculdade Anhembi Morumbi, com larga experiência no mercado publicitário. É reikiana nível II e Instrutora de Liangong - ginástica terapêutica Chinesa.

Saiba mais em: http://taniabrascaguerino.blogspot.com

Deixe um comentário