Coletivo Colunistas Regina Machado

Aos amigos do Projeto Âncora

Escrito por Regina Machado

Às portas de completar 22 anos, o Projeto Âncora precisa confirmar e aprimorar sua Carta de Princípios datada de 1998.

Seu primeiro nome, ainda no Estudo Preliminar de arquitetura, foi Cidade Âncora.

Na Carta de Princípios o Âncora é apresentado como entidade, como projeto e como cidade:

“Como entidade – o Âncora é uma entidade progressista, preocupada em promover a emancipação humana, mas vai além.

Como projeto – o Âncora é um projeto transformador que surge para tentar resolver um problema da sociedade; mas o Âncora não quer apenas resolver problemas pontuais e nem quer que a comunidade dependa dele para resolver seus problemas.

Como cidade – o conceito “Cidade Âncora” ajuda a esclarecer um sentido mais profundo da filosofia e da identidade do Projeto Âncora; ganha a feição de uma experiência de vida comunitária, promovendo uma convivência ética entre seus membros, possibilitando uma experiência educativa de desenvolvimento da cidadania e infunde na “entidade” e no “projeto” um sentido comunitário mais profundo.”

Após 21 anos o Âncora vem assumindo cada vez mais um papel de movimento social, um verdadeiro vetor de mudança social, política e, consequentemente, da ordem estabelecida na sociedade.

Segundo Norberto Bobbio, em seu “Dicionário de Política”, “os movimentos sociais constituem tentativas, fundadas num conjunto de valores comuns, destinadas a definir as formas de ação social e a influir nos seus resultados”.

Como movimento social, o Projeto Âncora vem influenciando organizações de educação e assistência social pelo Brasil a fora, com liberdade e credibilidade para criar novas, arejadas e transformadoras formas de ação social num mundo cansado de modelos ultrapassados, viciados e ineficazes.

Assim, gradativamente, o Projeto Âncora assume uma liderança política, na forma mais ampla desse termo, na área em que atua.

Está na hora de uma nova Carta de Princípios, agora envolvendo uma comunidade muito maior, envolvendo parceiros e outras organizações que estão também nesse caminho.

Contamos com você nessa nova fase de nossa história.

Sobre o autor

Regina Machado

Mineira de Juiz de Fora. Mãe de dois adolescentes. Arquiteta e Urbanista. Trabalhou com movimentos sociais de urbanização de favelas no Rio e em São Paulo. Trabalha com comunidades na organização de seus espaços físicos, sociais e políticos.
Fundadora do Projeto Âncora junto com Walter Steurer.

Projeto Âncora: http://projetoancora.org.br

Deixe um comentário