Redação Saúde

Cães e gatos podem consumir vegetais e frutas?

Escrito por Redação

Antes de oferecer alimentos frescos para os pets, verifique se são ou não nocivos para a saúde deles. Alguns vegetais são benéficos, outros podem ser tóxicos, causando vômito, diarreia e até gastrite.

Geralmente assimilamos uma dieta natural a algo saudável. O fato é que, nem sempre o que é benéfico para os seres humanos, tem o mesmo resultado no organismo dos animais de estimação. É importante verificar se o alimento que você pretende fornecer ao seu pet é seguro. Em caso de dúvida, é melhor não deixá-lo comer.

Entre os vegetais recomendados estão a cenoura, que auxilia na saúde oral; a alface e a couve, que são alimentos ricos em fibras e melhoram o trato intestinal; a beterraba e a abóbora. Frutas como a banana, o caju – sem a castanha-, o caqui, moderadamente pois é rico em carboidrato, a maçã, a pera, a manga -sem a casca e o caroço-, o kiwi, a goiaba e o morango são excelentes para balancear a alimentação dos pets.

Cebola e batata crua estão entre os alimentos não recomendados.

Cebola e batata crua estão entre os alimentos não recomendados.

Já na lista de vegetais que devem sair do cardápio dos animais de estimação, estão a pimenta, que favorece o surgimento de gastrite; a cebola, que ataca os glóbulos vermelhos do pet, gerando anemia profunda; e a batata crua, que contém substâncias tóxicas para o animal. Já entre as frutas que eles não devem consumir estão o tomate, que pode causar arritmias cardíacas, salivação, diarreia e vômito; a laranja e as frutas cítricas no geral, o abacate, a carambola, o abacaxi e a uva, que pode levar a lesões renais.

Cães e gatos são carnívoros por essência, mas, tomando o devido cuidado, os vegetais e as frutas podem servir como petiscos ou como estratégias para a distração dos seus apetites vorazes. Não se deve substituir a ração ou comida caseira por vegetais e frutas, que devem ser apenas complemento à alimentação principal do animal.

Os vegetais misturados na ração podem ser uma boa alternativa para fazer os cães, que não são muito fãs do alimento principal, comerem, mas é sempre bom lembrar de consultar um veterinário para escolher a melhor e mais adequada dieta para o pet.

Fonte: www.animalplace.com.br

Sobre o autor

Redação

O Jornal d'aqui digital é uma prestadora de serviços que atua com comunicação na região da Granja Viana, Cotia (SP). Nasceu originalmente em 1979 como mídia impressa e assim atuou durante 35 anos. O formato atual surgiu a partir de um movimento de amigos/leitores inconformados com o encerramento de suas publicações.

Deixe um comentário