Redação Saúde Saúde

Câncer da Mama: prevenir nunca é demais.

Escrito por Redação

Já é praxe: esse é o mês em que os perfis das redes sociais ficam rosa, assim como a iluminação de alguns monumentos nas grandes cidades. Tudo para alertar sobre a importância da prevenção contra o câncer de mama. Conversamos com a ginecologista e obstetra, Dra. Márcia Luccas Leite, responsável pelo Centro de Referência da Mulher de Vargem Grande Paulista, e médica da Clínica Granjear para saber as medidas que as mulheres podem tomar para manter a saúde.

Jornal d’aqui – Aumentou o percentual de mulheres com câncer de mama nos últimos anos, apesar de toda a campanha de prevenção?

Dra. Márcia e uma paciente que superou o câncer de mama.

Dra. Márcia e sua paciente Dra. Marta B.Baena, que superou o câncer de mama.

Dra. Márcia – Sim, aumentou. Mas estudos investigam que esse aumento também está ligado ao crescimento dos diagnósticos, então é positivo, porque antes é provável que as pessoas nem soubessem que estavam com câncer, por falta de diagnóstico. Detectamos 90% com chance de tratamento, por conta do diagnóstico no início da doença. O problema é que 10% restantes resultam em mortalidade.

Jd – O autoexame mensal é imprescindível nesse sentido?

Dra. Márcia – Sim, muito. E percebo, pelas mulheres chegam ao consultório, que a maioria não faz autoexame. Só se tocam quando sentem alguma dor. Nós, médicos, temos que alertá-las sempre, não importa a idade, prevenir é fundamental.

Jd – Quais são as principais causas do Câncer de mama?

Dra. Márcia – Existem fatores genéticos, quando já existem casos na família e os epigenéticos, que é um estudo recente, onde fatores externos como tabagismo, má alimentação, sedentarismo, alcoolismo, provocam uma mudança no gene. Também já existem linhas de pesquisas muito consistentes que consideram o fator psicológico também. Situações de decepção, traumas, depressão, podem contribuir para o câncer.

auto-exame-cancer-de-mamaJd – Fatores externos sempre foram considerados potencializadores do câncer de mama. O que os estudos epigenéticos trazem de novidade?

Dra. Márcia – É a transformação do gene. A epigenética é um campo da Biologia que estuda as interações causais entre genes e seus produtos que são responsáveis pela produção do fenótipo. Ou seja, que nem tudo está predestinado: alimentação, exercícios físicos e comportamento podem influenciar o comportamento dos nossos genes.

Jd – É verdade que a maternidade, a amamentação, são fatores que reduzem a possibilidade de câncer na mama?

Dra. Márcia – Sim, a amamentação e a gestação são fatores protetores. A amamentação pode diminuir o risco do câncer de mama, que é proporcional ao tempo de amamentação. Isso significa que quanto mais tempo a mãe amamenta, maior a proteção relacionada à amamentação. Mas não quer dizer que essa população está fora de risco. Já diagnostiquei câncer de mama em uma grávida de 27 anos. Então atenção, grávidas devem fazer autoexame também, mensalmente.

Jd – Em que idade, e qual periodicidade, as mulheres devem fazer mamografias?

Dra. Márcia – Existem diferentes orientações entre, por exemplo, a Sociedade Americana de Mastologia e a SBM, Sociedade Brasileira de Mastologia. Eu tenho um critério que acho importante e costumo orientar minhas pacientes para garantir o máximo de prevenção: mulheres que tem casos de câncer da mama na família, a partir dos 35 anos devem fazer mamografia e ultrassom, anualmente. Se não, depois dos 40, mamografia, anualmente. E daí, para a vida toda! Já tive caso de paciente que detectou câncer com 86 anos e conseguiu superar a doença.

Jd – A região de Cotia e municípios vizinhos dispõe de bons equipamentos para atender a demanda de mamografias?

Dra. Márcia – Acredito que sim. No Centro de Referência de Vargem Grande temos ótimos equipamentos e o Hospital Regional de Cotia  tem resultados inclusive em formato digital, ambos em prazos de entrega muito rápidos.

Jd – Além de autoexame e mamografias periódicas, que outros conselhos a senhora daria para a prevenção do câncer de mama?

Dra. Márcia – Ser feliz, fazer atividades físicas, alimentação adequada. Mas principalmente, saber viver sem estresse, mágoas, viver bem.autoexame-cancer-de-mama-2

 

 

Sobre o autor

Redação

O Jornal d'aqui digital é uma prestadora de serviços que atua com comunicação na região da Granja Viana, Cotia (SP). Nasceu originalmente em 1979 como mídia impressa e assim atuou durante 35 anos. O formato atual surgiu a partir de um movimento de amigos/leitores inconformados com o encerramento de suas publicações.

Deixe um comentário