Tempos estranhos…

O que deu em nós que demos de achar que podemos emitir opinião sobre tudo? Qualquer coisa que lemos, mesmo que seja só um parágrafo escrito por um desconhecido, já nos dá o direito de sair...

Leia mais

Um banco de três pernas

O delicado equilíbrio social também depende de três pernas.   Um banco de três pernas nunca fica desnivelado, ele se adapta a qualquer terreno porque três pontos distintos podem determinar...

Leia mais

Sem saída

Tenho estado com a sensação de que esconderam a placa de saída e estamos correndo às cegas. Várias vezes, nos últimos três meses, me sentei para escrever para o Jornal D’Aqui, mas...

Leia mais

Sociedade em transição

Vivemos um momento de transição no mundo e em absolutamente todas as instâncias da vida. O modo de fazer política não serve mais, o de fazer negócios tampouco, o modelo de educação está...

Leia mais

O caminho do protagonismo

Augusto Boal, o famoso dramaturgo brasileiro morto em 2009, referia-se ao espectador como uma entidade obscena (ob-scena, fora de cena). Boal queria o espectador protagonista, e não um passivo...

Leia mais