Colunistas Geni Albuquerque Jardinagem

Chuvas de Verão

Escrito por Geni Alburquerque

É incrível observar as diferentes reações que as chuvas de Verão são capazes de proporcionar.

Sempre que tenho oportunidade, aprecio o movimento das copas das árvores, que literalmente dançam diante de meus olhos, aproveitando o banho.
A água que desce das nuvens lava troncos, galhos e folhas, hidrata raízes, convidando minhocas a saírem do solo macio, porém encharcado, deixando pássaros e répteis felizes e bem alimentados.

No jardim não escutamos os pássaros, uma vez que estão recolhidos junto aos seus pares e filhotes.

ninho

As descargas elétricas produzidas por raios determinam quais árvores e palmeiras se transformarão em ninhos na próxima Primavera, uma vez que, ao secarem, seus troncos poderão ser escavados por Pica-paus, Corujas e outros.

 

Por outro lado, este período de chuvas intensas permite identificar os problemas que a área destinada ao jardim apresenta, buscando alternativas simples que poderão ser implementadas a partir da próxima estação.

O mais conhecido deles costuma ser a grama que não se desenvolve, porque seu cachorro faz do trecho uma pista de corrida ou a que se transforma em uma pasta intragável por falta de drenagem adequada, revelando o local do entulho.

Ao mapear e cercar a região terá oportunidade de observar com atenção o tempo de incidência solar direta, o que facilitará a escolha das plantas que poderão resolver definitivamente, ambos os casos.

Vasos se apresentam como ecossistemas completos, quando deixados ao ar livre e se estão alagados é porque também demonstram problemas com a drenagem.

Já aqueles que estão em varandas e interiores, longe do alcance do ar condicionado usufruem da alta umidade relativa natural, contudo, se você insiste em regar demais e trouxe para o seu convívio pulgões, conchonilhas e lesmas, ignore os conselhos que dizem respeito aos inseticidas, fulgicidas e caldas revolucionárias, colocando o seu vaso para fora de casa, para que joaninhas e outros insetos coloridíssimos, além do nosso pequeno e muito pouco conhecido marsupial, Monodelphis americana , também chamado de Cuíca-de-três-listras se alimentem e cuidem de seu vaso.

fev foto 2fev foto 3

 

 

 

 

fev foto 4

fev foto 5

 

 

 

 

 

As chuvas de Verão que encorajam a contemplação, o recolhimento, o descanso, resultando em qualidade de vida, também convidam a continuar o plantio pelo jardim.

E se você tem pressa pelos resultados, aproveite a estação plantando Pentas lanceolata, Lantana câmara, Seemania sylvatica e a Ruellia brevifolia.

Os Beija-flores agradecem a preferencia!

Lantana camara

Lantana câmara

Pentas lanceolata,

Pentas lanceolata

 

 

 

 

 

 

Ruellia brevifolia

Ruellia brevifolia

Seemania sylvatica

Seemania sylvatica

Sobre o autor

Geni Alburquerque

Autodidata multidisciplinar. Sócia-proprietária da Taúna e consultora em paisagismo ambiental e jardinagem.

Blog: qualidadedevidaejardim.blogspot.com.br

Facebook:
• https://www.facebook.com/qualidadedevidaejardim
• https://www.facebook.com/Paisagismo-e-jardinagem-por-Geni-Albuquerque-393059724187938

Deixe um comentário