Educação Redação

Colégio Sidarta realiza exposição sobre volunturismo

Escrito por Redação

Instalada no Vianna Village, a mostra apresenta a proposta do Projeto Andoriar e as principais atividades desenvolvidas em Regência Augusta.
“É necessário estimular a consciência do serviço à sociedade”. Este é um dos três princípios fundamentais do Colégio Sidarta, localizado em Cotia, na Grande São Paulo. Para este fim, a Escola de Aplicação do Instituto Sidarta desenvolve, desde 2015, o projeto de volunturismo educativo Andoriar. O neologismo foi criado para denominar viagens cujo objetivo principal não é apenas o lazer, mas a iniciativa de auxiliar determinadas comunidades e ações sociais, enquanto explora um lugar novo e descobre outras culturas.

Esta é uma proposta anual para os alunos que concluem o 9º ano do Ensino Fundamental II ou que estejam no 1º e 2º ano do Ensino Médio. No lugar da tradicional viagem de formatura promovida pelas agências, a proposta é realizar ações em prol de outras comunidades, visando consolidar o conhecimento adquirido em trabalhos voluntários que já fazem parte da rotina dos alunos desde a Educação Infantil.

Em 2016, por meio de uma iniciativa alinhada com a turma, o foco de atuação do projeto foi a vila de pescadores de Regência Augusta, em Linhares, município do Espírito Santo que sofreu grande impacto ambiental causado pelo rompimento da barragem da mineradora Samarco em Mariana, Minas Gerais, em novembro de 2015.

Após uma visita técnica feita por alunos para conhecer a região e conversar com lideranças locais, a percepção foi unânime: é necessário desenvolver ações que resgatem a cultura local e que garantam às crianças o direito ao brincar, impactando positivamente a vida da comunidade.

Desta forma, em parceria com os moradores, foram definidas seis ações a serem realizadas: a pintura da escola de Educação Infantil, a criação de um parque sensorial para os alunos da creche, a criação de dois parques de bambu, a revitalização da biblioteca comunitária – incluindo a criação de uma seção infantil, a criação de composteiras coletivas para os moradores e o desenvolvimento de um site de e-commerce para divulgar artistas e vender artesanatos.

A exposição instalada no centro comercial Vianna Village apresentará a proposta pedagógica e a metodologia utilizada na execução do projeto, o desenvolvimento das ações em Regência Augusta e o legado deixado para a comunidade local e trazido na bagagem pelos alunos.

Em 2017, o Projeto Andoriar retorna ao Espírito Santo para implementar três novas frentes de trabalho. Um grupo fará um censo demográfico para levantar dados populacionais e outras informações relacionadas ao meio ambiente da região após quase dois anos do vazamento para que, no futuro, seja mais fácil pensar em novas ações e avaliar as necessidades da vila e de seus moradores.

Outras ideias incluem ensinar a comunidade a trabalhar com bioconstrução para erguer espaços públicos que funcionem como centros culturais, e a implementação de uma horta de manjericão, que permita a instalação de colmeias de abelhas sem ferrão e a produção de mel como uma fonte alternativa de renda.cartazA3

 

Serviço:

Exposição – Projeto Andoriar
De 12/05 a 12/06
Local: Vianna Village
R. Mesopotâmia, 109
Granja Viana – Cotia – SP
Horário de Funcionamento: 08h às 22h
Entrada Franca e Estacionamento Gratuito

Sobre o Instituto Sidarta

O Instituto Sidarta é uma organização sem fins lucrativos criada com o objetivo de contribuir para alterar as políticas públicas educacionais, desenvolvendo pesquisas, realizando projetos, implementando e disseminando ações que promovam uma educação para a equidade, sempre alinhada aos três princípios: Teorias não substituem experiências de vida; Sabedoria é reconhecer a unidade que existe na diversidade; É essencial estimular a consciência do serviço à sociedade.

Sobre o autor

Redação

O Jornal d'aqui digital é uma prestadora de serviços que atua com comunicação na região da Granja Viana, Cotia (SP). Nasceu originalmente em 1979 como mídia impressa e assim atuou durante 35 anos. O formato atual surgiu a partir de um movimento de amigos/leitores inconformados com o encerramento de suas publicações.

Deixe um comentário