Saúde Território

Cotia, Carapicuíba e São Roque intensificam a vacinação contra Febre Amarela

Escrito por Redação

O Governo de São Paulo intensificou a campanha de vacinação contra a Febre Amarela em todo o Estado. Nos três municípios, a campanha irá até o dia 29/12.

Abaixo, um apanhado do comunicado das prefeituras dos três municípios:

Em Cotia:

A Vigilância Epidemiológica de Cotia vacinou 597 pessoas contra a Febre Amarela no posto de vacinação montado pela Secretaria de Saúde na feira noturna, em frente à prefeitura, na quarta-feira (6/12). Na sexta-feira (8/12), o posto de vacinação esteve na feira noturna de Caucaia do Alto.

“Optamos por montar esta estratégia de vacinação nesses dois dias para alcançarmos o maior número de pessoas. Sabemos que muita gente trabalha, estuda e acaba não conseguindo chegar em tempo de se vacinar nas Unidades Básicas de Saúde”, disse o secretário de Saúde, Magno Sauter.

Até o dia 29/12, das 9h às 16h, a população pode comparecer na UBS mais próxima e tomar a vacina contra a febre amarela. Cotia não tem confirmação da doença em primatas (macacos) e nem em humanos. A ação de bloqueio é cautelar devido às confirmações da doença em macacos encontrados mortos na Grande São Paulo.

É preciso levar o cartão do SUS e, para menores de 15 anos, é obrigatório apresentar a caderneta de vacinação.

Quem pode ser vacinado:
Pessoas a partir de nove meses de idade.
Mulheres que estiverem amamentando bebês com mais de seis meses (será preciso ficar pelo menos dez dias sem amamentar)

A vacina é contraindicada para:
Menores de noves meses de idade.
Portadores de HIV ou câncer, pacientes em terapêutica imunodepressora: quimioterapia, radioterapia, corticóide em doses elevadas por mais de 2 semanas.
Portadores de doenças autoimunes como lupus, anemia, falciforme, renal crônico, hepatopatas, entre outras).
Pacientes em uso de medicações antimetabólicas como azatioprina e ciclofosfamida), medicamentos modificadores do curso da doença, os biológicos: Infliximabe, Etanercepte, Golimumabe, Certolizumabe, Abatacept, Belimumabe, Ustequinumabe, Canaquinumabe, Tocilizumabe, Rituximabe).
Pacientes com história pregressa de doença do timo (miastenia gravis, timoma) e gestantes.


Em Carapicuíba:

É importante ressaltar que Carapicuíba não registrou nenhum caso da doença, nem mesmo em macacos. Ainda assim, a Prefeitura de Carapicuíba aderiu à campanha e está realizando a vacinação nas Unidades Básicas de Saúde.

Não devem ser vacinados: menores de nove meses, gestantes, quem tem alergia a ovo, mulheres que amamentam, pessoas com doenças crônicas ou que fazem uso de corticoide e antimetabólicos, transplantados e quem faz tratamento contra o câncer não devem tomar a vacina.

Os macacos não transmitem a febre amarela, a doença é propagada apenas pela picada dos mosquitos, tanto nas pessoas, como nos macacos. É importante combater os criadouros dos transmissores, como o Aedes aegypti.

A Prefeitura de Carapicuíba está realizando campanha de conscientização “Febre Amarela – Prevenção é a Melhor Solução”. Os munícipes recebem folhetos informativos com orientações sobre a doença e medidas preventivas de combate aos criadouros dos mosquitos.

“Além de divulgarmos a vacinação, é muito importante informar os moradores sobre a transmissão, combate e também dizer que nossa cidade não registrou nenhum caso da doença. Estamos realizando um grande trabalho de prevenção”, afirma o prefeito Marcos Neves.

Procure a Unidade Básica de Saúde mais próxima.


Em São Roque:

A cidade de São Roque intensificou a partir de 07/12, ação de prevenção contra a febre amarela.

A medida, promovida pelo Departamento de Saúde, através da Vigilância Epidemiológica e Serviço de Zoonoses, tem por finalidade garantir a imunização da população residente e flutuante de toda cidade.

Neste ano em São Roque foram notificados e recolhidos 22 macacos e 13 resultaram positivos para a doença, 1 em fevereiro no bairro do Carmo, 1 em novembro no km 58,5 da Rodovia Raposo Tavares e 11 em dezembro, sendo 3 no Alto da Serra, 5 em Maylasky, 1 em Canguera, 1 na Campininha e 1 no Goianã. Dos restantes 7 deram negativo e 2 aguardam resultados.

A partir de segunda-feira, 11/12, até sexta-feira, 15/12, todas as Unidades Básicas de Saúde estarão funcionando das 7 às 19 horas visando imunizar a população do município contra a febre amarela.

A campanha será estendida a todos os postos, pois mesmo não havendo primatas não humanos com resultado positivo para febre amarela fora dos locais citados acima, essa ação contempla um raio de 5 km, o que acaba abrangendo todo o centro e demais áreas da cidade. Já o horário estendido de funcionamento das unidades de saúde, a partir de 11/12, é para que toda população possa ter a oportunidade de receber a vacina, pois das 16 às 19 horas muitos já estão fora do horário de expediente.

É importante frisar que a ação desenvolvida desde o dia 07/12, tem caráter preventivo já que em São Roque, não foi detectado nenhum caso de febre amarela em humanos.

Não há motivo para pânico, pois a cidade dispõe de 50000 doses da vacina para esta ação emergencial e levando-se em consideração as 38000 pessoas imunizadas neste ano, o volume disponível é suficiente para proteger toda população da cidade.

A vacina que agora é dose única, é recomendada para pessoas de 09 meses a 60 anos de idade. Os moradores com mais de 60 anos só poderão tomar a dose segundo prescrição médica.

É imprescindível a apresentação da carteira de vacinação para as anotações que poderão ser utilizadas posteriormente para a emissão da carteira internacional de vacina, porém quem não tem a carteira poderá receber a dose da vacina normalmente.

A imunização não está indicada para gestantes, mulheres amamentando crianças com até seis meses e pessoas imunodeprimidas, como pacientes em tratamento quimioterápico, radioterápico ou com corticoides em doses elevadas (portadores de Lúpus, por exemplo). Em caso de dúvida, é importante consultar o médico.

Relação das Unidades Básicas de Saúde de São Roque:

1.CSII.  2.Unidade Central, 3.Vila Nova, 4.Saboó, 5.Carmo, 6.São João Novo,  7.Villagio Emília, 8.Maylasky,  9.Canguera, 10.Goianã

Sobre o autor

Redação

O Jornal d'aqui digital é uma prestadora de serviços que atua com comunicação na região da Granja Viana, Cotia (SP). Nasceu originalmente em 1979 como mídia impressa e assim atuou durante 35 anos. O formato atual surgiu a partir de um movimento de amigos/leitores inconformados com o encerramento de suas publicações.

Deixe um comentário