Colunistas Marcos Ummus Meio Ambiente

Cotia Planeja! (?): uma visão sobre os Planos de Bairros

Escrito por Marcos Ummus

 

cidadaos planejando

Cidadãos planejando. Fonte: www.communitymatters.org

A ideia de planejamento urbano está se modificando rapidamente ao redor do mundo.

Da China à Suécia, passando pelo Chile e África do Sul, muitas cidades têm adotado a perspectiva ambiental associada ao planejamento urbano. Dessa maneira, não há mais uma grande diferença entre o planejamento urbano e o planejamento ambiental nas áreas urbanizadas destas cidades. O planejamento é integrado.

Esse tipo de planejamento urbano-ambiental ganha força quando acontece na escala de bairro: os moradores atuam no planejamento e passam a enxergar novas possibilidades para as ruas, calçadas, praças, rios, lagos, para a mobilidade, saúde, educação e segurança pública, entre outros temas que dizem respeito diretamente às nossas vidas e ao espaço em que vivemos o nosso dia-a-dia.

Ao pensarmos sobre esses temas juntos, chegamos a novas conclusões e podemos reprojetar os nossos bairros, atuando junto aos poderes responsáveis, transformando o nosso ambiente urbano em um ambiente mais saudável, impulsionando a melhoria da nossa qualidade de vida.

Em Cotia, essa ideia está sendo batizada de PDUA, ‘Planos de Desenvolvimento Urbano-Ambiental de Bairros’ e envolve uma seleção de temas a serem pensados conjuntamente, selecionados a partir da revisão de iniciativas ao redor do mundo. Alguns deles:

Mobilidade Urbana: como melhorar as calçadas, ampliar as ruas, decidir o sentido do fluxo viário? Como definir as vias de transporte público, onde instalar lombadas, como melhorar a sinalização?
Segurança Pública: quais as demandas e trajetos para patrulhas, onde instalar guaritas, onde melhorar a iluminação pública?
Arborização Urbana: onde e como plantar árvores em vias públicas, praças e parques urbanos? Quais árvores plantar?
Drenagem Urbana: onde ocorrem alagamentos, enchentes, enxurradas? Como resolver esses problemas?
Hortas Urbanas: como cultivar hortaliças em meio à cidade? Que iniciativas podemos propor e quais os impactos dessas iniciativas? Por que hortas urbanas são importantes?

Certamente, ao pensar sobre o seu bairro, você consegue responder a algumas das perguntas acima. Há ainda outros eixos que podem ser definidos e trabalhados conjuntamente, a exemplo da qualidade das águas, da definição de microcorredores ecológicos, da interligação de parques e praças, melhoria da qualidade do ar, diminuição de ruídos, esportes, lazer, instalação de centros culturais, implantação de espaços de convívio, entre tantos outros.

Há muito a ser discutido e detalhado, mas, a princípio, destacamos duas características deste tipo de planejamento.

A primeira é a facilidade de adaptação a diferentes realidades. Dos bairros rurais de Caucaia do Alto, passando pela região do Caputera/Ressaca, incluindo os bairros da região central da cidade até a região da Granja Viana, os moradores podem levantar demandas e soluções específicas, propondo soluções e direcionando a aplicação dos impostos para a implantação dos PDUAs, os Planos de Desenvolvimento Urbano-Ambiental de Bairros.

calçadas jardins de chuva1

Fonte: www.taiya.org/skagway-garden-city

A segunda é que ele favorece as soluções integradas. Assim, resolver uma questão sobre mobilidade pode estar relacionado à arborização urbana e à resolução de problemas de enchentes e alagamentos. Um exemplo?

A instalação/ampliação de uma calçada, ao adotar os princípios das calçadas verdes, pode incluir “jardins de chuva”, contribuindo sensivelmente com a diminuição de enxurradas e alagamentos, como exemplificado na imagem ao lado.

Essa abordagem promove uma grande economia de recursos: ao adotar soluções integradas e planejar a cidade a partir da visão dos moradores e das características geográficas do bairro, encontramos soluções de baixo custo de implantação e alta efetividade na resolução de problemas reais, que atingem a todos nós. Isso é o que define uma cidade inteligente.

Em próximos textos, vamos discutir como realizar os PDUAs, com relação às questões técnicas e como começar a juntar os vizinhos para realizar o plano do seu bairro.

Até o futuro!

Sobre o autor

Marcos Ummus

Marcos Ummus é um de nós. É geógrafo, especialista em análises geoespaciais e geocartografia, entusiasta das possibilidades de planejar e realizar a cidade para vivermos melhor.

Deixe um comentário