Educação Metrópole

Greve dos Professores das Escolas Particulares: a luta continua

Escrito por Redação
Donos de escolas não fecham acordo e a luta pela convenção continua

Desde o início do ano, os professores estão em luta em defesa de sua Convenção Coletiva. Os estabelecimentos de ensino privado ameaçam reduzir uma série de direitos dos docentes, na direção contrária da melhoria do ensino.

Não podemos aceitar medidas que facilitam a troca de professores no meio do ano letivo ou o aumento abusivo de sua carga de trabalho: piorar as condições de trabalho do professor é prejudicar a educação – prejudicando diretamente os estudantes.

Diante da recusa dos proprietários de colégios a dialogar, a única opção que restou aos professores para se fazer ouvir foi paralisar as aulas por duas vezes nas últimas semanas.

Mais de 100 escolas pararam no dia 29 de maio e a mobilização continua crescendo! Cada vez mais pais e alunos se juntam aos professores contra esse ataque à educação. Numa assembleia histórica, mais de 3 mil professores aprovaram um acordo com o Sieeesp, que representa os donos de escola, para manter integralmente a Convenção por um ano (além de um reajuste de 3% e participação nos lucros ou resultados de 15%).

Só que agora o Sieeesp ameaça voltar atrás e nega ter feito qualquer proposta. Ao enganar os docentes e a comunidade escolar, os colégios privados estão brincando com fogo.

Os professores seguem em estado de greve e, se o Sieeesp não assinar a manutenção da Convenção Coletiva até quarta-feira, seremos forçados a entrar em greve a partir desta quinta.

Uma audiência de conciliação está marcada para terça. Precisamos ir todos para a frente do TRT para impedir qualquer recuo na negociação.

Já está marcada uma assembleia para deliberar pela greve a partir de quinta, caso o Sieeesp não aceite manter a Convenção.

Manter a mobilização em cada colégio é fundamental. Os donos de escola só vão recuar se seguirmos organizados e nos articularmos cada vez mais entre os colégios, enfrentando qualquer assédio e ameaça.

Ato em Defesa dos Direitos dos Professores

Terça 05/06 | 13h | na frente do TRT (Rua da Consolação, 1272 – metrô Mackenzie)

Assembleia sobre a Greve

Quarta 06/06 | 18h | Sinpro-SP (Rua Borges Lagoa, 208 – metrô Santa Cruz)

Carta das famílias Interescolas em apoio à Educação

Nós, pais e mães de alunos de escolas particulares de São Paulo, temos nos mobilizado para apoiar os professores na luta por seus direitos trabalhistas neste momento de impasse na negociação entre os sindicatos SIEEESP e SINPRO. Para aqueles que não acompanharam os últimos acontecimentos, segue o link Cartas pela Educação .

Declaramos nosso repúdio à carta publicada no site do SIEEESP  que, num momento em que são necessários diálogo e negociação, posiciona-se de forma antiética e manipuladora, desrespeitando a verdade e o professorado.

Consideramos grave essa posição intransigente que usa argumentos inconsistentes com o intuito de confundir e polarizar ao invés de potencializar o debate.

Este grupo de famílias interescolas reúne mais de 200 pais e mães de 35 diferentes escolas. Somos um grupo plural, com divergentes posições sobre vários aspectos do atual momento do país, mas o ponto em comum que nos une neste momento é o apoio à Educação de qualidade e o respeito pelo professorado. Esse respeito passa pela manutenção dos direitos já firmados em acordo coletivo há anos. Como pais e māes, estudamos o assunto e concluímos que não há motivos claros ou justificáveis para que o acordo seja interrompido bruscamente.

Pedimos mais respeito e seriedade nas negociações com os docentes, pois nāo vimos nenhuma proposta construtiva por parte do SIEEESP. Pelos motivos expostos, apoiamos o movimento dos professores pela manutençāo de seus direitos. Assim como apoiamos as suas manifestações e paralisações quando forem necessárias.

Link em Apoio à Educação de Qualidade e Contra o Ataque aos Direitos dos Professores

Escolas aqui mobilizadas 1 – Gracinha 2 – Teia Multicultural 3 – Oswald de Andrade 4 – Politeia 5 – Ítaca 6 – Equipe 7- São Domingos 8 – Escola da Vila 9 – Santa Cruz 10 – Alecrim 11 – Bahkita 12 – Escola Santi 13 – Colégio Bandeirantes 14 – Rainha da Paz 15 – Vera Cruz 16 – Estilo de Aprender 17 – Colégio Viver 18 – Espaço Brincar 19 – Miguilim 20 – Esc. Waldorf Francisco de Assis 21 – Escola Viva 22 -Lumiar 23 – Teia de Aprendizagens 24 – Hugo Sarmento
25 – Grão de chão 26- Colégio Santa Isabel – Zona leste 27 – Fazarte 28 – Giordano Bruno 29 – Colégio Invenções Zona Oeste 30 – Colégio Bela Vista 31 – Fernão Dias Pais 32- Jacarandá 33- escola Recreio 34- colégio Magister 35- Carandá Vivavida

Foto: Carta Capital  (Manifestação na Paulista)

Sobre o autor

Redação

O Jornal d'aqui digital é uma prestadora de serviços que atua com comunicação na região da Granja Viana, Cotia (SP). Nasceu originalmente em 1979 como mídia impressa e assim atuou durante 35 anos. O formato atual surgiu a partir de um movimento de amigos/leitores inconformados com o encerramento de suas publicações.

Deixe um comentário