Animais Saúde

Gripe canina: está chegando a hora de proteger seu cachorro

Escrito por Redação

Com acompanhamento veterinário e uma simples vacina a saúde do pet fica garantida durante a temporada de inverno

Colaboração: Dra. Valéria Arouche

Com a aproximação do inverno, as pessoas começam a se preparar para a temporada de frio que, além de trazer o uso dos casacos e roupas mais quentes, traz consigo também a preocupação maior com a saúde no que diz respeito à alergias e gripes.

Assim como seus proprietários humanos, os animais também correm riscos de doenças causadas pelas mudanças de temperatura, principalmente pelas quedas mais abruptas proporcionadas pela temporada de inverno.

Por conta disso é imprescindível levar seu animal de estimação ao veterinário e conversar com ele sobre a aplicação de vacina de gripe. Causada pelo vírus da parainfluenza e pela bactéria bordetella bronchiseptica, a chamada “tosse dos canis” ou gripe canina acomete os cachorros com sintomas que, muitas vezes, se parecem com os da gripe humana como febre, secreção e tosse.

“As pessoas costumam me perguntar se a gripe humana é transmitida ao cão e vice e versa. Não, nossa gripe não é transmitida ao seu cachorro nem você irá pegar a dele, porém as baixas temperaturas, exposição ao ambiente externo e queda de resistência física criam ambiente propenso para que o animal acabe sendo contagiado pelo vírus e desenvolvendo a doença que pode ter consequências mais graves para filhotes ou cães idosos. Por isso é recomendada a prevenção por meio de vacina” explica a Dra. Valeria Arouche da clínica Pet Arouche, localizada na Granja Viana (Cotia, SP).

A vacina contra gripe canina pode ser aplicada em cães a partir de 10 semanas, não demanda preparo prévio ou maiores tratamentos. Basta conversar com seu veterinário para uma análise da saúde do animal e acompanhamento das demais vacinas e a aplicação da mesma, que deve ser renovada anualmente assim como as vacinas de gripe aplicada em seres humanos.

Em regiões como Granja Viana, Vargem Grande Paulista, São Roque e Alphaville, por se tratarem de áreas com maior concentração de vegetação, é natural que a temperatura seja menor do que nos grandes centros urbanos. Por conta disso os proprietários de animais de estimação devem ficar ainda mais atentos aos riscos de doenças proporcionadas por alteração de temperatura como a gripe canina.

Proprietários de animais de raças braquicefálicas (raças de focinho curto) como os buldogues, bugs, boxers e shih tzus devem ter cuidado extra porque essas raças apresentam maiores complicações de saúde em caso de gripe canina.

O sintoma mais comum apresentado pelo cão infectado pela gripe é uma tosse seca que pode ser acompanhada ou não de secreção. É muito comum que os donos confundam a tosse com sintomas de engasgamento. Em outros casos o animal pode chegar a espumar pela boca, o que leva os donos a confundir o sintoma com vômito.

Nesses casos é imprescindível levar o animal para atendimento veterinário para que o profissional de saúde possa aferir a temperatura do cão, examinar corretamente e oferecer o tratamento necessário para que o animal não corra riscos.

Sobre a Pet Arouche
Desde 2004 atuando na região da Granja Viana, a veterinária Dra. Valéria Arouche inaugurou em 2014 a Pet Arouche para trazer um espaço único onde os proprietários pudessem contar com todos serviços necessários para seu pet em um mesmo local: banho e tosa, hospedagem, adestramento e recreação, além de clínica veterinária e centro cirúrgico.

Rua Dom Joaquim 689 – Granja Vianna – SP | (11) 2690-0870

Facebook.com/petarouches | Instagram.com/pet_arouche | www.petarouche.com.br

 

Sobre o autor

Redação

O Jornal d'aqui digital é uma prestadora de serviços que atua com comunicação na região da Granja Viana, Cotia (SP). Nasceu originalmente em 1979 como mídia impressa e assim atuou durante 35 anos. O formato atual surgiu a partir de um movimento de amigos/leitores inconformados com o encerramento de suas publicações.

Deixe um comentário