Colunistas Moda Rafaella Britto

Look de Réveillon

Escrito por Rafaella Britto

Inspire-se nas cores de Iemanjá!

Dezembro chegou e, com ele, a nostalgia do que se foi. Nesta época do ano, os praticantes do candomblé depositam no mar oferendas como flores, sabonetes, perfumes e velas à deusa Iemanjá. Segundo a religião, a rainha do mar leva consigo nossas dores e sofrimentos, e nos traz a renovada esperança para um novo ano próspero e feliz.

Iemanjá (do iorubá, “yêyé omo ejá”, “mãe cujos filhos são peixes”) é a principal divindade do candomblé, mãe de quase todos os orixás. Foi trazida ao Brasil pelos escravos oriundos da África, durante o período colonial. Aqui, é conhecida como a rainha das águas e dos mares.

Iemanjá é representada pela figura de uma mulher forte, de cabelos escuros, vestida em um manto azul, e com seios grandes, simbolizando a maternidade. Seus outros símbolos são pérolas, águas-marinhas, orquídeas, rosas brancas, palmas brancas e angélicas.

Iemanjá está mais na moda do que imaginamos: no Brasil, é comum vestir branco na virada do ano. Este costume iniciou na década de 1970, quando adeptos do candomblé iam à praia de Copacabana, Rio de Janeiro, vestidos de branco – a cor da paz e da purificação -, enquanto depositavam no mar flores como oferendas a Iemanjá. A prática popularizou-se, e hoje, vestir branco no réveillon é tradição entre brasileiros de diferentes religiões.

Nas passarelas da São Paulo Fashion Week, o estilista mineiro Ronaldo Fraga trouxe sua coleção Verão 2016, intitulada “Sereias da Penha”, inspirada em Iemanjá, na fúria do oceano, em contos de sereias e histórias de pescadores. E para entrar no clima do fim de ano, diversas marcas lançam peças nas tonalidades de azul e branco.

Descubra seu estilo e busque referências nas celebridades para compor o look de réveillon inspirado nas cores da rainha do mar!

Artístico: Grace Kelly, Ava Gardner e Rita Hayworth.

Artístico: Grace Kelly, Ava Gardner e Rita Hayworth.

Artístico – A mulher desse estilo é exótica, diferente, criativa e nada convencional. Gosta de criar sua própria moda e suas peças são cheias de referências às vanguardas. Nada melhor do que se inspirar nas musas pioneiras da sétima arte: Grace Kelly e Ava Gardner apostaram em vestidos de modelagem cinquentista, marcados pelas saias volumosas: a saia do vestido de Grace Kelly é constituída de mais de uma camada de tecido transparente estampado, o que proporciona às flores o efeito de alto relevo. O de Ava Gardner, por sua vez, possui aplicações de pedras brilhantes. Já Rita Hayworth optou por um modelo característico da década de 1940: de tecido acetinado, possui modelagem estruturada, ombros largos, decote enviesado e uma ampla saia que garante dramaticidade ao look.

Romântico: Marilyn Monroe, Lana Del Rey e Zooey Deschanel.

Romântico: Marilyn Monroe, Lana Del Rey e Zooey Deschanel.

Romântico – A mulher romântica é delicada, detalhista. Para as adeptas desse estilo, a melhor pedida são os vestidos vintage confeccionados em tecidos fluídos, leves e esvoaçantes, como os modelos escolhidos por Marilyn Monroe, Lana Del Rey e Zooey Deschanel. Invista em vestidos acinturados de saia evasê. Acessórios como tiaras, cintos finos e laços completam o look.

Clássico: Emma Stone, Carey Mulligan e Sharon Stone.

Clássico: Emma Stone, Carey Mulligan e Sharon Stone.

Clássico – A mulher clássica é discreta e harmônica. Em seu guarda-roupa, não faltam as peças essenciais e atemporais que garantem elegância a qualquer produção, como Emma Stone em seu vestidinho minimalista e Carey Mulligan em um conjunto de terno e calça. Sharon Stone, no tapete vermelho do Oscar de 1997, combinou a clássica camisa branca a uma saia acetinada de Vera Wang, provando mais uma vez que não é preciso gastar horrores para estar elegante: tudo é questão conhecer a si mesma.

Natural: Danielle Haim, Charlotte Gainsbourg e Olivia Palermo.

Natural: Danielle Haim, Charlotte Gainsbourg e Olivia Palermo.

Natural – A mulher natural é despojada, esportiva, e independente da ocasião, preza pelo conforto. Prefira peças amplas, que proporcionem liberdade de movimento. Danielle Haim, Charlotte Gainsbourg e Olivia Palermo arremataram seus looks com pouca ou nenhuma maquiagem.

Dramático: Lupita Nyong’o, Nicole Kidman e Dakota Fanning.

Dramático: Lupita Nyong’o, Nicole Kidman e Dakota Fanning.

Dramático – A mulher dramática é glamorosa, sofisticada, moderna. Busca despertar emoção através da roupa. Como não se encantar por Lupita em seu esvoaçante vestido azul-celeste no red carpet do Oscar de 2014? Ou Nicole Kidman em seu tomara-que-caia rendado, com bordados e aplicações remetendo às formas da arte clássica. Dakota Fanning, por sua vez, preferiu um tom mais escuro de azul, e seu modelo fica elegante em mulheres de quadril largo e pouco busto.

Não importa qual seja sua personalidade, a principal dica para o réveillon é experimentar as inúmeras possibilidades do guarda-roupa, e inspirar axé e boas vibrações para o próximo ano.

Sobre o autor

Rafaella Britto

Estilista, blogueira, jornalista e escritora. Amante de música, cinema e literatura. É idealizadora e editora do blog Império Retrô, onde une sua paixão pela arte e a palavra escrita, abordando a moda em seus contextos históricos e comportamentais. Paralelamente, desenvolve conteúdo de moda para sites especializados.

Deixe um comentário