Arte Colunistas Solange Viana

Outono nas Artes

Escrito por Solange Viana
Diversas exposições abrem neste fim de semana em São Paulo

Tem muita coisa para se ver em São Paulo. E muitas delas gratuitamente. Quem ainda não viu tem apenas duas semanas para ver Yoko Ono no Instituto Tomie Ohtake. Fim. Fica até 28/5 e às terças a entrada é franca.

Neste sábado, 20 de maio, uma leva de exposições abrem o calendário do outuno/inverno da cidade. Uma estação tão romântica, acolhedora, que vale conferir.

Você pode começar, passando pela Carbono Galeria, das tops Ana Serra e Renata Castro, que levam a rédeas curtas o comando da galeria especializada em múltiplos. A coletiva O importante, minha filha, é nunca tirar a mão do barro tem curadoria de Maria Monteiro, reúne: Aantônio  Obá, Cristiano Lenhardt, Daltona Paula, Daniel Lie, Daniel Murgel, Fagus, Lais Myrrha, Rodrigo Bueno, Romain Dumesnil. A Carbono fica na Rua Joaquim Antunes, 59, no Jd. Paulistano.

A segunda que você também tem que conhecer é a galeria da Luciana Brito. Localizada no jardim Europa, está alojada em uma casa modernista, criada pelo arquiteto Rino Levi, só por isso já vale uma visita. Nem precisa ter nada exposto. Mas tem. Outono, apesar de tudo, é a segunda exposição individual do artista mineiro Pablo Lobato em São Paulo.

Com curadoria de Júlio Martins, a exposição tem início no sábado (20/05), reúne a produção mais recente do artista, reverberando os períodos vividos na Coréia do Sul e no Japão, em 2016. “Os trabalhos, apresentados com exclusividade na mostra, assumem a forma de objetos, instalações, publicações e esculturas, aproximando materiais diversos como papel, tecido, semente, fio de cobre encapado e corda. Simplicidade e complexidade parecem chegar ao mesmo ponto nas composições do artista, que convidam à sensibilidade do público”. Vamos ver. Fica até 22 de julho. Super vale conhecer esta galeria/casa. Deve estar na sua Whish list.

Tem também Ricardo Trevisan, juntamente com o Rodrigo Editore, da Casa Triângulo, inaugurando a exposição Sombras Imaginarias Vienen por el Camino Imaginario, individual de Felipe Mujica, até 24/6. Outro espaço para quem gosta de arte, tem que conhecer.

Completando o roteiro, siga para o Ibirapuera, onde no prédio do ex-Detran, reside o novo MAC USP Ibirapuera. (Ainda não sei o que aconteceu com aquele estupendo prédio da USP) Ai, ai, ai. Assunto para outro texto.

Então vá visitar a nova exposição deles MAC no séc. XXI – A Era dos Artistas, com obras de diversos artistas contemporâneos doadas para o museu. Tem curadoria de Katia Canton, a abertura, é a partir das 11h, no MAC Ibirapuera | Avenida Pedro Álvares Cabral, 1301, Tel:11 2648.0254 (recepção) 11 2648.0258 (educativo) , Entrada gratuita | www.mac.usp.br e a visitação acontece por tempo indeterminado.

Apresenta artistas como: Alzira Fragoso, Regina Silveira, João Loureiro, Luiz Braga, Iran do Espírito Santo, Sandra Cinto, Geórgia Kyriakakys, Felipe Cama, Albano Afonso, Jonathas de Andrade, Vânia Mignone, Marepe, Paulo Whitaker, entre tantos outros. São 106 obras no total.

A exposição completa o conjunto de mostras – ao lado de A Instauração do Moderno, Visões da Arte no Acervo do MAC USP 1900-2000 e Reserva em Obras – que o MAC USP organizou para permanecer em cartaz nos próximos cinco anos, colocando à disposição do público mais de 400 obras do acervo do Museu. Importante lembrar que um dos argumentos que levou o Museu a ocupar seu novo edifício no Ibirapuera foi justamente ter mais espaço para apresentar ao público uma parte maior de seu acervo.

Para organizar MAC no Século XXI – A Era dos Artistas, a curadoria escolheu evitar leituras fixas, levando em consideração a longa duração da exposição.

Ah! Tem também: O Impressionismo e o Brasil, coletiva no MAM São Paulo, até 27/08, que não é grátis todos os dias. Antologias: o fotográfico na Pinacoteca, coletiva na Pinacoteca do Estado de São Paulo, de 20/5 a 07/8. Luzescrita, no Espaço Cultural Porto Seguro, de 19/5 a 30/7….e por aí vai.

Mas darei mais dicas em breve. Aguardem. Em breve edições “ao vivo” de cada exposição.

Foto:  ORIGEM Alzira Fragoso

Sobre o autor

Solange Viana

Solange Viana é jornalista e galerista. Mora na Granja Viana há 12 anos. Possui uma microempresa de Assessoria de Imprensa & Comunição, especializada em cultura com destaque nas áreas de artes plásticas, cinema, arquitetura e design. Há 5 anos inaugurou um espaço dedicado a cultura na Granja, a Galeria de Arte e Fotografia Solange Viana, que tem como um dos objetivos principais, mostrar a arte dos moradores daqui.

http://galeriadearteefotografiasolangeviana.blogspot.com

Deixe um comentário