Ao redor Colunistas Joelma Somlo

São Roque: Sítio Santo Antonio e muito mais

Escrito por Joelma Somlo

A região onde está a Granja Viana era caminho dos bandeirantes paulistas em direção ao interior do Brasil. Seus principais objetivos eram capturar índios, a serem escravizados, e procurar ouro e pedras preciosas, a serem comercializadas. Essas expedições bandeirantes deram origem a diversos pontos de repouso e de troca de mercadorias onde, posteriormente, surgiram vilas e cidades. No início, entretanto, eram construções rústicas, quadradas ou retangulares, com alpendre que dava acesso a um ou dois quartos externos para hospedar viajantes importantes.IMG_20170715_115834020

Conhecidas atualmente como casa bandeirista ou casa rural paulista, muitas dessas casas são tombadas e sua arquitetura tem sido preservada. Por isso, contamos com várias delas em bom estado de conservação que podem ser visitadas pelos curiosos sobre nossa história. Hoje indico aquela que é considerada a mais antiga de todas e fica no Sítio Santo Antônio, na cidade de São Roque (Estrada Mário de Andrade, Km 08), aberta nos sábados, domingos e feriados, das 9h30 às 16h. Além da casa, construída por volta de 1640, por Fernão Paes de Barros, o sítio tem uma linda capela, construída posteriormente (a partir de 1681), gramado, mata e lagos. Tudo muito bem cuidado, com última restauração concluída em 2015.

orquideas

Nos dias 29 e 30 de julho, sempre a partir das 9h, dá para aproveitar a viagem e visitar o 12º Festival de Orquídeas e Plantas Ornamentais de São Roque, instalado no Recando da Cascata (Av. Antonio Maria Picena, 34) com entrada gratuita e estacionamento ao valor de R$ 10,00. Nestes Festivais, tenho visto espécimes inacreditáveis de orquídeas, bromélias e bonsais. Mas o que mais me atrai é a possibilidade de conhecer mais sobre os cuidados com as orquídeas, pois há cursos para leigos que informam sobre o manejo dessas plantas de flores tão fascinantes.

Agora, se você puder ir a São Roque no dia 30 de julho, além do Festival de Orquídeas e da visita ao Sítio Santo Antônio, poderá incluir no programa a tradicional Entrada dos Carros de Lenha que, a partir das 11h, abre oficialmente as Festas de Agosto de São Roque. Este evento ocorre como referência à época em que fazendeiros da região doavam lenha à igreja para contribuir com os custos da festa do santo da cidade. Embora não se use mais a lenha para a organização da festa, ela permanece sendo um evento da comunidade e diversos grupos voluntários preparam os quitutes que serão oferecidos nas barracas montadas de 30 de julho a 16 de agosto, no centro de São Roque. Mas sobre isso, escreverei numa próxima.

carros de lenha

Sobre o autor

Joelma Somlo

Por sua formação em História e Educação, considera o espaço matéria de observação, vivência, aprendizagem e deleite. Como professora de Português para Estrangeiros, enfatiza características da nossa cultura e da nossa história.

Deixe um comentário