Bem estar Redação

Sobre pets e barulho de fogos

Escrito por Redação

Dicas, playlist e até medicamentos

A maioria dos animais fica muito assustada com o barulho da queima de fogos. Os cães e gatos têm a audição muito sensível e detectam um som quatro vezes mais distante do que os humanos. Por conta disso, o pânico e o medo desorientam o animal, que tende a correr desesperado e sem destino, colocando sua vida em risco.

Para minimizar o problema, é importante que os donos prepararem os animais, ao longo da vida, para lidar com os mais diferentes estímulos. Porém, é possível minimizar o problema daqueles que ainda não tiveram a oportunidade de viver essas experiências positivas.

cachorro-medo-fogos-de-artificioÉ recomendado criar um ambiente aconchegante e tranquilo para acomodar os pets nos momentos de maior barulho, principalmente durante uma queima de fogos. Manter janelas fechadas, arrumar um esconderijo (tipo cabana) com acolchoados para abafar os estímulos auditivos ou colocar uma música suave tocando num volume que ajude a diminuir o som externo, deixará mais agradável o ambiente para o ouvido canino.

Também é importante retirar do ambiente móveis ou objetos que contenham partes com pontas ou de vidro e oferecer um petisco ou um brinquedo para que o animal redirecione a atenção.

Quando o dono consegue saber com antecedência sobre uma queima de fogos, é possível minimizar o sofrimento para o pet com uma longa caminhada horas antes do evento. A atividade é benéfica para enfrentar a situação e ajudará o animal a ficar mais relaxado na hora dos fogos.

Além disso, o comportamento do tutor tem papel fundamental na forma como o animal vai encarar esse desafio. O dono deve ter cuidado para não reforçar o medo, mas passar confiança e tranquilidade na hora de se comunicar com o animal de estimação, buscando agir sempre com naturalidade.

fogos-e-caes

Dicas para ajudar o cão a perder o medo do barulho dos fogos de artifício

  1. Comporte-se com naturalidade em meio aos barulhos. O comportamento do dono têm influência direta no humor do cão. Se, no momento em que o animal estiver com medo, o dono fizer carinho e lhe der recompensas para tirar a atenção do barulho, o animal entenderá que é correto ficar assustado e manterá tal comportamento. O cão precisa entender, desde cedo, que não precisa sentir medo do barulho dos fogos.
  2. Dessensibilize seu pet ao som: Em dias tranquilos e próximos da semana das festas, coloque sons de fogos de artifício para seu cão ouvir, e reserve esse mesmo tempo também para brincadeiras e descontração. Isso fará com que ele associe o barulho do qual tem medo a algo positivo, e fique mais calmo quando chegar a hora dos fogos na noite de Natal ou Ano Novo.
  3. e-mail_13Controle o a intensidade do barulho: Faça o que for possível para abafar o barulho dos fogos vindos da rua, para que ele não fique intenso demais. Às vezes, o próprio som da televisão de casa ou do ventilador pode ajudar a tirar a atenção do cão do barulho dos fogos de artifício. Manter o pet dentro de casa e fechar as janelas e as portas também pode ser útil nessa hora.
  4. Faça companhia ao seu cão: Evite deixar seu pet sozinho em casa nesses momentos, e se assegure de deixá-lo em um local em que não haja riscos. Quando o cão fica com medo, ele pode entrar em estado de pânico e tentar fugir, o que pode ser perigoso, por isso é importante fazer com que ele se sinta seguro. Caso o dono precise sair de casa ou viajar, o ideal é recorrer a um hotel para cães que tenha uma equipe especializada para dar suporte aos animais.
  5. Coloque uma plaquinha de identificação na coleira com seu DDD e telefone assim, no caso dele escapar, terá muito mais chances de retornar ao seu lar.
  6. Consulte um profissional: Quando o medo do cão for muito acentuado, aproximando-se de uma fobia e fazendo com que ele adote um comportamento fora do comum ao ouvir fogos, o mais recomendado é consultar um adestrador profissional, para que este possa diagnosticar a causa do problema e tratar seu cão com técnicas adequadas, sempre com carinho e atenção.

fogos-de-artificio-reveillon-se-os-caes-pudessem-falar1Playlist

Para ajudar na tarefa de acalmar seus pets durante os shows pirotécnicos, a DrogaVET lançou uma playlist no Spotify .
Para acessar a playlist e aproveitar a seleção musical, basta acessar o link .

Medicamentos

Para ajudar a tratar as condições de estresse e ansiedade dos animais no período, alguns profissionais recomendam o uso da Valeriana, um fitoterápico com propriedades calmantes, que pode ser manipulado em formato de biscoito, xarope, gel ou sachê.

Segundo a veterinária da DrogaVET, Farah Ramalho de Andrade, a Valeriana pode aliviar a irritação e as mudanças rápidas de humor. “Além do uso para inquietação decorrente dos fogos, o medicamento pode ser utilizado em viagens, internações e até mesmo na chegada de um novo membro da família, que muda o temperamentos dos pets. O ideal é que ele comece a ser utilizado com pelo menos uma semana de antecedência”, argumenta.

Sobre o autor

Redação

O Jornal d'aqui digital é uma prestadora de serviços que atua com comunicação na região da Granja Viana, Cotia (SP). Nasceu originalmente em 1979 como mídia impressa e assim atuou durante 35 anos. O formato atual surgiu a partir de um movimento de amigos/leitores inconformados com o encerramento de suas publicações.

Deixe um comentário