Colunistas Délia Costa Provocações

1Q84 – Trilogia de Haruki Murakami

Escrito por Délia Costa

Murakami estava atento assistindo a um jogo de baseball quando no meio numa tacada excepcional percebeu que poderia começar a escrever livros. Alguns anos e muitos livros depois, escreveu 1Q84, que tem como referência o livro 1984 de George Orwell.

1Q84 é uma trilogia, sendo que seu primeiro volume esgotou no mesmo dia em que foi lançado no Japão – livros de leitura fluida e agradável, que prendem o leitor até a última linha. Parece partir de uma visão surrealista para um realismo do cotidiano existencialista.

No meu ver, duas são as premissas desta trilogia: (1) não se deixe enganar pelas aparências – título do capítulo inicial do primeiro livro e (2) que está irremediavelmente ultrapassada a famosa dica de Tchekov para escritores: ao escrever um texto, não mencionar algo que não vai usar.

Para se iniciar no universo de Murakami, recomendo o excelente livro “Crônica do Pássaro de Corda”.

 

PROVOCAÇÃO: você, na sua vida, sempre encontra a solução de todos os seus problemas?

 

LEIA TEXTO RETIRADO DE 1Q84:

“- Mas, na prática, é impossível uma mulher se defender do ataque de um homem a não ser chutando os testículos – argumentou Aomame enfaticamente com o gerente do clube. – Normalmente, o homem é maior e mais forte. O único jeito de uma mulher vencê-lo é acertar rapidamente os testículos. O próprio Mao Tse-tung disse isso: é preciso achar o ponto fraco do adversário e atacá-lo antes que o outro reaja. Só assim a guerrilha tem chance de vencer o exército regular.
– Você deve estar ciente de que este clube é um dos melhores e mais exclusivos da cidade – disse o gerente, com uma expressão de contrariedade no rosto. – Muitos dos nossos sócios são celebridades, e precisamos manter nossa dignidade. A imagem é fundamental. Não importam quais sejam os motivos, mas treinar jovens a chutar a virilha de um boneco, soltando gritos esquisitos, denigre a reputação do clube. Algumas pessoas que vieram nos conhecer, com o desejo de se tornar sócias, desistiram de se filiar após assistirem por acaso às suas aulas. Não importa o que Mao Tse-tung ou Gêngis Khan tenham dito: o fato é que aquela cena incomoda, irrita e aborrece a maioria dos homens.
Aomame não se importava em incomodar, irritar e aborrecer os sócios masculinos do clube. Comparado à dor de quem é estuprada, sentir-se incomodado era o de menos.”

FICHA TÉCNICA:
Título original: 1Q84
Autor: Haruki Murakami
Tradução: Lica Hashimoto
Editora: Alfaguara
Escrito em 2009.

Sobre o autor

Délia Costa

Paulistana da gema, engenheira, amante do cinema.

Nos tempos de faculdade, fez parte do Cine Clube Frango Areia e Farofa carregando projetores, rolos de filmes e fazendo, sem muito sucesso, faixas e cartazes de divulgação (fez uma inusitada faixa de cabeça-para-baixo!).

De engenheira a professora, fundadora do MDGV - Movimento em Defesa da Granja Viana e criadora do Cine Libélula, cineclube da Granja Viana (2013 e 2014), um dos geradores desta coluna.
“Provocações" quer desafiar as pessoas a pensar, assistir filmes, ler livros, ir a peças de teatro, consertos, exposições.

"Provocações" é também uma homenagem ao querido Antônio Abujamra e seu programa na TV Cultura.

Deixe um comentário