Agenda

29/10 – Ritmos e danças tradicionais agitam Embu das Artes

mm
Escrito por Redação

Amanhã, sábado,  (29/10), a partir das 19h, ritmo, canto e dança brasileira tradicional tomam conta de Embu das Artes. Sob a apresentação de Carlos Caçapava, o espetáculo “Chamada Geral” terá grupos e artistas interpretando ritmos populares com influências da cultura negra, indígena e europeia. A entrada é gratuita.

Os shows fazem parte da exposição “Bomfim Alegria Sem Fim”, que homenageia o artista Aurino Bomfim (1946-2006), e vai até 10 de novembro no Centro Cultural Mestre Assis do Embu (Largo 21 de Abril, 29, Centro, Embu das Artes). (Veja aqui a programação completa)

Confira a programação de 29/10:

  •  Tambor e voz – Dany Black e Carlos Caçapava.
    Uma pesquisa que busca harmonizar voz e percussão explorando timbres e ritmos.
    No palco, duas vozes, um quinteto de congas, um cajon e complementos rítmicos.
    O repertório funde o cancioneiro popular e letras autorais com bases rítmicas contemporâneas, relendo o tradicional afro-brasileiro.
  • Cari’mbó – Eliene Farias, Dany Black e Carlos Caçapava.
    O cari’mbó: tambor confeccionado a partir do tronco escavado que é tocado para as cantigas e danças de Belém do Pará. Conhecida por carimbo, quando pretos e indígenas se miscigenaram dançando o lundu marajoara. O mesmo tambor é tocado em São Luiz do Maranhão para as danças do tambor de crioula.
  • Flores do Mulungu
    Coletivo de estudos, pesquisas e divulgação das canções, danças e ritmos das manifestações brasileiras apresentam brincadeiras de cacuriá (uma das vertentes do carimbó) e ciranda, reunindo uma coletânea de movimentos das danças brasileiras.
  • Grupo Sanza  Cida Pereira, Carla Magalhães e Carlos Caçapava.
    Trio formado por atuantes da arte educação na área da música e da dança.
    O espetáculo reúne em um diálogo entre vocal, ritmos e danças das manifestações tradicionais, atentando para a contemporaneidade e preservando os padrões da rítmica, da dança e das cantigas de brincar, festejando o trabalho e reivindicando ou protestando pelo povo brasileiro. Cada etapa é enriquecida pelo figurino usado tradicionalmente nas regiões de origem. Estes conteúdos convidam para uma reflexão em torno da miscigenação musical dos indígenas, europeus e africanos que hoje têm influências de outros povos.

Serviço:
Quando: 29/10, a partir das 19h
Onde: Centro Cultural Mestre Assis do Embu (Largo 21 de Abril, 29, Centro, Embu das Artes).
Entrada gratuita

Sobre o autor

mm

Redação

O Jornal d'aqui digital é uma prestadora de serviços que atua com comunicação na região da Granja Viana, Cotia (SP). Nasceu originalmente em 1979 como mídia impressa e assim atuou durante 35 anos. O formato atual surgiu a partir de um movimento de amigos/leitores inconformados com o encerramento de suas publicações.

Deixe um comentário