Colunistas Põe Poesia Sílvia Rocha

A hora e a vez da poesia independente

Escrito por Sílvia Rocha
O Prêmio Jabuti surpreendeu no ano em que completou 60 anos de existência

A poesia, mais especificamente, a poesia independente, foi duplamente premiada.

A obra de Mailson Furtado, à cidade, venceu na categoria poesia e na premiação livro do ano.

O livro de Furtado é um tributo à sua cidade natal Varjota, no Ceará. “É uma obra que fala sobre o meu lugar, uma cidade com menos de 50 anos e da qual não se tem nenhum registro bibliográfico”, declarou o autor na noite da premiação. E continuou: “Fiz o livro na mão, até a capa foi desenhada por mim… Eu sou de um estado onde todos os meus amigos pagam para ser publicados. O mercado precisa abrir os olhos para esses autores que escrevem com qualidade, mas não publicam mais porque não têm espaço, porque têm que se bancar. Espero que esse prêmio abra essa janela para todas as editoras e autores de qualidade que não têm espaço ou condições financeiras de lançar um livro. Esse prêmio não é meu, é nosso”, disse o vencedor, que recebeu R$ 100.000,00 pela premiação principal.

Ao completar 60 anos, o Prêmio Jabuti inovou em dois aspectos principais. Antes, três livros recebiam a estatueta em cada uma das categorias, agora, o Jabuti só é entregue ao primeiro lugar de cada uma das 18 categorias e agora dividiu o prêmio em quatro grandes eixos:

  • Literatura (Categorias Conto, Crônica, HQ, Infantil e Juvenil, Poesia, Romance e Tradução)
  • Ensaios (Artes, Biografia, Ciências, Economia Criativa e Humanidades)
  • Livro (Capa, Ilustração, Impressão e Projeto Gráfico)
  • Inovação (Formação de Novos Leitores e Livro Brasileiro Publicado no Exterior)

Eis os livros premiados, em suas categorias:

  • Livro do Ano: À cidade – Autor: Mailson Furtado, autor independente 

 

  • EIXO LITERATURA
  • Categoria Conto: Enfim, Imperatriz – Autora: Maria Fernanda Elias Maglio, Editora Patuá
  • Categoria Crônica: O poeta e outras crônicas de literatura e vida – Autores: Rubem Braga, André Seffrin, Gustavo Henrique Tuna, Global Editora
  • Categoria HQ: Angola Janga – Autor: Marcelo D’Salete, Editora Veneta
  • Categoria Infantil e Juvenil: O Brasil dos Dinossauros – Autores: Luiz Eduardo Anelli, Rodolfo Nogueira, Editora Marte Cultura e Educação
  • Categoria Poesia: À Cidade – Autor: Mailson Furtado, autor independente
  • Categoria Romance: O clube dos jardineiros de fumaça – Autora: Carol Bensimon Editora Companhia das Letras
  • Categoria Tradução: Título: Poemas – Tradutor: Geraldo Holanda Cavalcanti, Editora da Universidade de São Paulo / Título: O macaco e a essência – Tradutor: Fábio Bonillo, Editora Biblioteca Azul

 

  • EIXO ENSAIOS
  • Categoria Artes: Imaginai! O teatro de Gabriel Villela – Autores: Rodrigo Louçana Audi, Dib Carneiro Neto, Edições Sesc São Paulo
    Categoria Biografia: Roquette-Pinto: o corpo a corpo com o Brasil – Autor: Cláudio Bojunga, Editora Casa da Palavra
  • Categoria Ciências: As maravilhosas utilidades da Geometria: da pré-história à era espacial – Autor: Adalberto Ramon Valderrama Gerbasi, Editora Marcelino Champagnat – PUCPRESS
  • Categoria Economia Criativa: Design de capas do livro didático: A Editora Ática nos Anos 1970 e 1980 – Autor: Didier Dias de Moraes, Editora da Universidade de São Paulo
  • Categoria Humanidades: Democracia tropical – Autor: Fernando Gabeira, Editora Estação Brasil

 

  • EIXO LIVRO
  • Categoria Capa: O Corego: Texto Anônimo do Século XVII sobre a Arte da Encenação – Capista: Carla Fernanda Fontana, Editora da Universidade de São Paulo
  • Categoria Ilustração: Os trabalhos da mão – Ilustrador: Nelson Cruz, Editora Positivo
  • Categoria Impressão: Bruno Dunley – Responsável: Ipsis (Jesué Pires), Editora Associação para o Patronato Contemporâneo
  • Categoria Projeto Gráfico: Conflitos: fotografia e violência política no Brasil – 1889-1964 – Responsável: Luciana Facchini, Editora Instituto Moreira Salles

 

  • EIXO INOVAÇÃO
  • Categoria Formação de Novos Leitores: Psicanálise e literatura – Freud e os clássicos – Responsável: Ingrid de Mello Vorsatz
  • Categoria Livro Brasileiro Publicado no Exterior: Fim | Autora: Fernanda Torres, Editora Companhia das Letras

 

  • Foto em destaque: O poeta Mailson Furtado, duplamente vencedor do Prêmio Jabuti, a maior premiação literária brasileira. Ele venceu na categoria poesia e também ganhou o prêmio máximo: livro do ano.

Sobre o autor

Sílvia Rocha

Sílvia Rocha mora na Granja Viana desde 1994.
É graduada e mestre em Comunicação Social – Jornalismo – pela Escola de Comunicações e Artes da USP.

Pratica o haikai – micropoemas de origem japonesa, inspirados na natureza – desde 1984. Publicou a segunda edição de Estação Haikai e Gestação Haikai, pela editora É selo de língua, 2015. Ganhou o Concurso de Poesia Falada do Café das Flores e da Revista Escrita com As Quatro Estações do Ano, em 1987.

Escreve matérias, artigos e crônicas para veículos impressos e virtuais e conduz a oficina Haikai: universo em três versos em grupos, individualmente, presencialmente e à distância.

Site: www.silviarocha.com.br

Deixe um comentário