Carina Lima Colunistas Crônica

Choramos para limpar a alma, deixar que tudo escorra da forma mais silenciosa

mm
Escrito por Carina Lima

Chorei, chorei como há anos não chorava, ou melhor como nunca chorei antes. Não consegui me segurar, as coisas foram acontecendo e o choro brotou de uma forma talvez incontrolável.

Anos atrás eu jamais me permitiria, mas com o tempo percebi que é necessário deixar fluir e sair toda a sensação ruim que estava guardada aqui dentro. Chorei e choraria de novo mesmo sem saber o motivo, só sei que deu uma vontade do nada – mesmo sabendo que o nada não é bem do nada e mediante aos últimos acontecimentos, tive que aprender a deixar fluir.

Engole o choro, foi isso que sempre ouvimos durante a nossa infância quase toda e quando crescemos, simplesmente queremos que ele fique lá dentro de nós.

Quando criança, choramos alto para que todos notem e nos “ajudem”, ao crescer queremos esconder ao máximo para que ninguém pergunte, aponte ou questione o que estamos sentindo.

Com o tempo aprendemos que está tudo bem em não estar tudo bem, que está tudo bem em chorar às vezes – ou quase sempre rsrs, que está tudo bem em sentirmos o que sentimos e que no final, adultos ou não, boa parte não tem a mínima noção do que estamos fazendo mesmo quando mostramos a certeza do que estamos fazendo.

No final, choramos para limpar a alma, deixar que tudo escorra da forma mais silenciosa e inexplicável, pois sabemos que ao secarmos as lágrimas, tudo ficará mais leve e que amanhã é um novo dia.

Sobre o autor

mm

Carina Lima

Carina Lima, nascida em 1992, estudante de Psicologia. Cada um tem sua missão e dom na vida, muitas vezes perdemos o tempo nos limitando a coisas do nosso dia a dia e somos engolidos por eles e é ai que mora a questão, por esse motivo eu resolvi olhar para mim e para o outro. Talvez você não acredite, mas um texto pode mudar a vida de alguém e ele pode ser uma mão estendida de você não está só.
Insta: littlebee_think / @liiimaca

1 Comentário

Deixe um comentário