Mundo Tecnologia

Conteúdo digital em vídeo ganha espaço com sucesso do streaming no Brasil

mm
Escrito por Redação

Uma pesquisa divulgada no primeiro semestre de 2021 mostrou que os serviços de streaming conseguiram atingir uma boa parte da população brasileira. Mais de 80% das pessoas costumam acessar, pelo menos, uma das plataformas disponíveis no país. Isso faz com que o conteúdo em formato de vídeo ganhe ainda mais espaço na rotina diária, seja nas redes sociais ou em sites de compartilhamento de conteúdo. Uma tendência que deve se manter nos próximos anos.

Os dados foram divulgados pela empresa de consultoria KPMG, que buscou analisar o comportamento dos brasileiros na internet. O resultado foi descobrir que 86% da população já entrou na tendência de assistir filmes via streaming em casa. Uma taxa que supera com tranquilidade outros meios de entretenimento, como a TV paga, por exemplo, que não faz parte da rotina de mais de 50% dos brasileiros entrevistados. Essa é a verdadeira digitalização do setor.

Esses números estão impulsionando os conteúdos em formato de vídeos, até mesmo de grandes empresas. Recentemente, a Rede Globo confirmou que vai acelerar alguns planos digitais da emissora. A ideia é que a plataforma Globoplay se transforme no carro-chefe dos conteúdos disponíveis. Com mais de 20 milhões de usuários, é quase certo que essa mudança será bem-sucedida. Isso não acontece apenas com a Globo, pois a Record e o SBT estão seguindo o mesmo caminho.

Até mesmo as transmissões esportivas estão sendo afetadas, como mostra a reportagem do portal Terra. Algumas redes sociais, como o Facebook e o YouTube, estão começando a transmitir jogos de futebol e de outros esportes no Brasil. A ideia é mostrar que o streaming também tem espaço nessas mídias digitais, que podem ser uma boa alternativa aos canais esportivos tradicionais da TV paga.

Outro caminho são as plataformas de streaming com foco nessas transmissões, como a DAZN e a EI Play. Essas duas estão sendo precursoras de uma tendência que deve crescer bastante nos próximos anos. Afinal, o brasileiro consome muitos conteúdos esportivos, e o potencial de audiência é quase incalculável, principalmente visando patrocinadores.

Mais postagens e mais alcance

Não são apenas os grandes produtores de conteúdo que estão aproveitando o recente sucesso dos vídeos na internet. Com a ajuda de algumas ferramentas digitais, os usuários comuns também estão conseguindo maior alcance com vídeos de qualidade. Um exemplo é a ferramenta para criar intro desenvolvida pela InVideo. Esse software gratuito permite que o usuário tenha uma biblioteca de templates personalizáveis para criar uma introdução dinâmica e profissional nos vídeos. Uma ferramenta totalmente online que é essencial para quem compartilha conteúdos em redes sociais mais populares, como o Facebook, o YouTube e o Instagram.

Essas ajudas fazem com que os vídeos ganhem mais espaço nas redes sociais. Afinal, algumas pesquisas recentes comprovaram que o alcance dos conteúdos neste formato é maior. No Brasil, por exemplo, quase todas as grandes empresas com presença digital estão criando campanhas publicitárias em vídeo para a internet. A ideia é seguir uma tendência que deve se manter por um tempo. Os dados divulgados pela KPMG apontam para uma projeção de crescimento nos vídeos focados em marketing.

As plataformas de streaming se transformaram em um entretenimento padrão na vida dos brasileiros. Isso está influenciando outros serviços, como as redes sociais que citamos. O Instagram, o Facebook, o Twitter e o novato TikTok estão crescendo com isso, e é questão de tempo para dominarem ainda mais os meios de comunicação. Além disso, outros setores, desde o e-commerce até a saúde, também vão entrar nesta onda dos vídeos. É uma questão de tempo para isso ganhar mais espaço.

Foto em destaque: Unsplash

Sobre o autor

mm

Redação

O Jornal d'aqui digital é uma prestadora de serviços que atua com comunicação na região da Granja Viana, Cotia (SP). Nasceu originalmente em 1979 como mídia impressa e assim atuou durante 35 anos. O formato atual surgiu a partir de um movimento de amigos/leitores inconformados com o encerramento de suas publicações.

Deixe um comentário