Colunistas Educação Regina Pundek

Crianças escrevem historinha sobre o COVID-19

mm
Escrito por Regina Pundek

Aqui está um e-book, trabalho de crianças de 7 a 9 anos durante o período da pandemia, ou seja, uma produção via telas, à distância. Ele é o produto final de um processo que foi vivido pelas crianças com dedicação no decorrer dos meses de agosto, setembro e outubro deste ano.

Foi meu desejo que as crianças compreendessem a função terapêutica das histórias. Para isso durante algumas semanas foquei em historinhas que eu criei e que claramente revelavam a resolução de problemas vividos por crianças ou na escola ou em suas famílias. A cada final de contação a conversa revelava o quanto as crianças percebiam sobre o objetivo que eu desejava alcançar.

Então, propus ao grupo a escrita coletiva de uma historinha. Questionei que problema desejavam resolver com sua criação. O covid19 foi uma unanimidade! Quem serão os personagens? Quais serão os protagonistas? E os antagonistas? Como serão representados? Por reis e rainhas, por animais, por objetos? Em qual cenário a narrativa se desenvolverá?

A participação ativa das crianças deixou clara a importância de tratarmos de um assunto delicado com clareza e verdades, em respeito aos tempos e às questões emocionais de cada um e do grupo.

Estar com as crianças durante este processo foi para mim como uma lufada de oxigênio em meio a um incêndio.

Tenho muito a agradecê-las! Elas estão olhando o problema de frente e localizam a esperança no afeto! Que lindeza!

Agradeço também a professora Karina Pereira da Silva, que abraçou e deu continuidade ao trabalho de registro gráfico, escrita, revisão e montagem. Sem ela não estaríamos com o livro nas mãos.

Que sejamos abençoados por toda vida!

Que a vacina seja eficaz!

Que os valores humanos vençam sempre!
Regina Pundek

Sobre o autor

mm

Regina Pundek

Escritora, Professora da Educação Infantil, Diretora Pedagógica,Psicopedagoga, Engenheira Civil, Educadora apaixonada pelo respeito ao Ser Humano.

Esposa, mãe, avó. Nascida em Santa Catarina e moradora da Granja Viana há 15 anos.

Deixe um comentário