Saúde Território

Decreto torna obrigatório o uso de máscaras em Carapicuíba

Escrito por Redação

Com a publicação do Decreto 4994/2020, fica obrigatório o uso de máscaras de proteção facial em Carapicuíba. A medida visa conter a disseminação do coronavírus e garantir a proteção à vida e à saúde da população.

Segundo o texto do Decreto é obrigatório o uso de máscaras em todo serviço de transporte público ou privado. Já os estabelecimentos comerciais deverão seguir uma série de medidas de contenção, o que inclui disponibilizar álcool em gel, exigir e fornecer máscaras de proteção facial, entre outras.

Trata-se de uma segunda mobilização envolvendo máscaras de proteção facial. Em 27 de abril, o decreto 4993 tratou da recomendação do uso de máscaras. E a prefeitura deu largada numa grande distribuição de máscaras.

As equipes de distribuição já estiveram no Terminal Rodoferroviário, agências bancárias, casas lotéricas, PS da Vila Dirce e no comércio das principais avenidas. Já foram distribuídas cerca de 40 mil máscaras. A meta da prefeitura é distribuir 100 mil.

O grande volume de máscaras se deve a uma soma de forças, com doações da iniciativa privada, como Consigas, Supermercado Tenda, Atacadão, Supermercado Bem Bom, Supermercado Chama, Supermercado Yoneta, Supermercado Barbosa, Sindicato dos Funcionários de Carapicuíba, Sibele Autopeças, Alumibel e Farmácia Central, além do apoio de costureiras voluntárias da Secretaria de Assistência Social, e do Centro de Economia Solidária, da Secretaria de Trabalho. “Contamos com o apoio de todos nessa fase de pandemia”, comenta o prefeito Marcos Neves, “é preciso seguir as recomendações de saúde. Nosso objetivo é salvar vidas”, finaliza.

Sobre o autor

Redação

O Jornal d'aqui digital é uma prestadora de serviços que atua com comunicação na região da Granja Viana, Cotia (SP). Nasceu originalmente em 1979 como mídia impressa e assim atuou durante 35 anos. O formato atual surgiu a partir de um movimento de amigos/leitores inconformados com o encerramento de suas publicações.

1 Comentário

Deixe um comentário