Sem categoria Território

Domingos Montagner, um morador de Embu

Escrito por Redação

Muito antes do sucesso na TV, Domingos Montagner já era querido por todos na cidade de Embu das Artes, onde morava. Era possível encontrá-lo com sua família na padaria, no cabelereiro, no Parque Rizzo. Depois do estrondoso sucesso na Globo, também. Continuou morando na mesma casa, frequentando os mesmos lugares da pequena Embu. E isso diz muito sobre seus valores. E muito pela comoção em toda a cidade por sua morte, sem falar no país.

FESTIVAL MUNDIAL DE CIRCO, EDI‚AO ANO DA FRAN‚A NO BRASIL. LOCAL: BH, MINAS GERAIS, BRASIL. DATA: 28/06/2009 FOTO: ©ANDRE FOSSATI

Foto: ©andrefossati

Domingos Montagner, tinha uma carreira sólida como ator circense. Atuava no grupo LaMínima, criado em 1997, com o ator e seu maior parceiro Fernando Sampaio, também morador da região. Manteve o grupo em ativa mesmo com a agenda apertada das gravações.  Sucesso da crítica, ganharam vários prêmios. Foi diretor artístico do Circo Zanni e iniciou a carreira na TV em 2006, na série Mothern, da GNT.

 

14358828_1730236823908279_2058463761499550696_n

Sua primeira telenovela foi Cordel Encantado da Rede Globo. Também participou do seriado Divã, Força Tarefa e A Cura. Em 2012, viveu o presidente Paulo Ventura na minissérie Retumbante. No mesmo ano, interpretou em Salve Jorge o guia turístico Zyah. Em 2013, viveu o ativista Mundo em Joia Rara. Recebeu vários prêmios importantes do segmento de TV.

Em 2014, foi escalado para ser o protagonista de Sete Vidas, no papel de Miguel, um homem que descobre ter sete filhos, após ser doador de esperma. Sua última atuação foi em 2016, na telenovela Velho Chico, onde fazia o personagem Santo.

Filho de descendentes italianos, Domingos, nasceu no bairro paulistano do Tatuapé. Deixa a esposa, a atriz e produtora Luciana Lima, e três filhos.

 

Sobre o autor

Redação

O Jornal d'aqui digital é uma prestadora de serviços que atua com comunicação na região da Granja Viana, Cotia (SP). Nasceu originalmente em 1979 como mídia impressa e assim atuou durante 35 anos. O formato atual surgiu a partir de um movimento de amigos/leitores inconformados com o encerramento de suas publicações.

Deixe um comentário