Leitores

Leitora indignada

Escrito por Leitor

Sentindo-se indignada! Como podem pessoas falar de um Brasil melhor, se não tem o mínimo de respeito pelo próximo?

Fui ao Posto de Saúde Assa, que fica no km 24 da Raposo Tavares, na rua Santo Antônio, medir a pressão que se encontrava alta há alguns dias.

Perguntei à enfermeira se poderia medir a pressão. A mesma me respondeu, sem tirar os olhos do celular, tem cartão do SUS? Respondi “só quero medir a pressão, não vou passar em consulta”. A mesma respondeu novamente sem tirar os olhos do celular: Tem cartão do SUS? Se não tiver o cartão não pode. Respondi: “Moça estou no horário de almoço, só quero medir a pressão já que trabalho do lado.”

Nem mesmo uniformizada a mulher teve compaixão de medir minha pressão. Vim embora passando mal, sem saber se a pressão estava muito alta.

Passado dois dias me senti mal novamente e no horário do almoço fui ao Posto Assa medir a pressão. Perguntei à atendente se conseguiria, já que tinha levado o cartão do SUS, ela disse que sim, é só avisar a enfermeira. Novamente entrei e perguntei à enfermeira, ela logo perguntou se eu trouxe o cartão do SUS, disse que sim, ao que ela respondeu: só sentar e aguardar.

Esperei por meia hora sentada e não tinha ninguém para ser atendida a não ser eu. A mulher sequer saiu da sala pra perguntar se estava passando mal. Acabei saindo novamente sem conseguir medir a pressão!

Aí pergunto: é esse o país que os brasileiros querem para o próximo, sem um pingo de consideração. Estamos falando de saúde.

Se essa enfermeira não é preparada para atender o próximo que vá trabalhar em outro lugar, de preferência que não tenha que lidar com a vida de ninguém.

Sueli Gomes

N.R. Carta enviada à Secretaria da Saúde de Cotia, responsável pelo Posto da Assa, que não respondeu até a presente data.

Sobre o autor

Leitor

Cidadão atuante e também responsável pela produção do conteúdo do Jornal d'aqui.

Deixe um comentário