Colunistas Délia Costa Provocações

Mostra Ecofalante de Cinema

mm
Escrito por Délia Costa

Mostra Ecofalante, gratuita e online, comemora os 60 anos do Parque Indígena do Xingu

Reunidos, numa mesma plataforma, de forma online e gratuita, 31 filmes e documentários sobre o Xingu. Histórias contadas e gravadas pelos próprios indígenas, documentários realizados mostrando a vida como era e como está se tornando. Desde 1932 chegando a 2021, uma realidade que não podemos perder. A exibição do premiado documentário “Raoni”, de Jean-Pierre Dutilleux e do fotógrafo e montador brasileiro Luiz Carlos Saldanha, indicado ao Oscar de melhor documentário (em sua versão norte-americana, com locução de Marlon Brando) e com a voz de Paulo César Pereio na versão brasileira (que é a mostrada).

Promovida pela Mostra Ecofalante de Cinema, o especial Xingu 60 Anos marca as seis décadas de existência do Parque Indígena do Xingu. Filmes assinados por nomes como Aurélio Michiles, Mari Corrêa, Maureen Bisilliat, Paula Gaitán, Vincent Carelli, Washington Novaes, Jesco von Puttkamer, ente outros, e uma nova geração de cineastas indígenas representada por Takumã Kuikuro e Kamikia Kisêdj, e debates com convidados.

A mostra acontece até 12 de dezembro, online e gratuita para todo Brasil. Os filmes e demais atividades podem ser acessados gratuitamente através do site do evento [https://www.ecofalante.org.br/], sendo parceira a plataforma Cultura em Casa [https://culturaemcasa.com.br/]

Programação e link da Mostra:

Os filmes tem horários definidos para a apresentação portanto, certifique-se dos horários – veja a programação e assista nos links abaixo:

Link da Mostra:

https://www.ecofalante.org.br

 Link da Casa da Cultura:

https://culturaemcasa.com.br/

TRAILER do filme “Para Onde Foram as Andorinhas?” de Mari Corrêa: https://youtu.be/ZoSJYdJDuEg

PROVOCAÇÃO: você sabe para onde foi a andorinha?

SINOPSE:

31 filmes e documentários são exibidos na Mostra Ecofalante de Cinema, este ano comemorando os 60 anos do Parque Xingu. Muito expressivo é o fato de que, todos, ou quase todos os filmes exibidos tiveram premiações em diversos festivais espalhados pelo mundo. RAONI, o filme mais conhecido, teve, em sua versão inglesa, a voz de Marlon Brando e concorreu ao Oscar de melhor documentário. Muitos dos filmes são realizados por indígenas.

Nesta época de tantas queimadas e de tantos ataques à floresta e aos indígenas, temos a oportunidade de ver uma realidade que não conhecemos e que não podemos perder.

Vamos proteger o que é nosso.

Sobre o autor

mm

Délia Costa

Paulistana da gema, engenheira, amante do cinema.

Nos tempos de faculdade, fez parte do Cine Clube Frango Areia e Farofa carregando projetores, rolos de filmes e fazendo, sem muito sucesso, faixas e cartazes de divulgação (fez uma inusitada faixa de cabeça-para-baixo!).

De engenheira a professora, fundadora do MDGV - Movimento em Defesa da Granja Viana e criadora do Cine Libélula, cineclube da Granja Viana (2013 e 2014), um dos geradores desta coluna.
“Provocações" quer desafiar as pessoas a pensar, assistir filmes, ler livros, ir a peças de teatro, consertos, exposições.

"Provocações" é também uma homenagem ao querido Antônio Abujamra e seu programa na TV Cultura.

Deixe um comentário