Carina Lima Colunistas Crônica

Não é frescura e se precisar, peça ajuda!

mm
Escrito por Carina Lima

Já ouvimos dizer que é frescura, que é coisa de quem não tem o que fazer ou falta de louça para lavar. Já ouvimos dizer que isso não é uma doença e só uma desculpa para algumas coisas. Vivemos em um mundo onde se tem o preconceito, mau juízo ou tipo um tabu sobre muito daquilo que não pode ser tratado apenas com um remédio.

Muitos não acreditam em doenças como essa, parecem sempre querer uma desculpa para que quem passa por ela seja o culpado, mas não é assim.

• Durante muito tempo eu tentava não acreditar que isso podia estar acontecendo comigo, que talvez mente vazia é oficina do diabo, mas quando eu resolvi assumir que eu posso ter minhas fraquezas e que elas podem ser tratadas ficou tudo mais fácil, longe de mim dizer que foi um passo de mágica, só digo que ficou mais claro.
• Já me mutilei para minimizar algo que sentia, já pensei sim em tirar minha
própria vida, talvez eu não tenha conseguido por algum motivo maior ou apenas pelo fato de não ter desistido de mim.
• Depois de tudo que aconteceu eu percebi os sinais que ela dava, mas eu estava ocupada demais com as minhas questões e em sempre falar que ia ficar tudo bem, só que talvez tudo que ela precisava ouvir é que podia contar comigo e que eu estava ali para escutá-la.
• Ele estava sempre sorrindo, para cima e era sempre o mais animado, nem
parecia que não estava bem, sempre pareceu tão feliz.
• Achava que tinha uma vida perfeita, tinha saúde, uma família que a ama, um
emprego e vive rodeada de pessoas, nunca ia imaginar.

Esses relatos podiam ser da Carina, da Maria, do Paulo ou de qualquer outra pessoa e mediante aos relatos, a vida dessas pessoas poderiam ter sido direcionadas de muitos modos.

Não é frescura, muito menos falta do que fazer, que dirá um modo de chamar a atenção e sim é necessário uma mão para ajudar a sair dessa, às vezes somente a própria mão ou vontade não é o suficiente.

Não existe cara para quem passa por isso, nem fica estampado na cara de ninguém, por mais que a pessoa às vezes queira de fato pedir ajuda falta voz para isso e por favor não vire as costas quando ela mais precisar de ti.

Se você não se sentir capaz de ajudar alguém que esteja passando por isso ou seja a própria pessoa, procure uma ajuda profissional ou ligue para a CVV (Centro de Valorização à Vida).

E lembre-se, você não está sozinho e sempre há alguém com quem você possa contar!

Sobre o autor

mm

Carina Lima

Carina Lima, nascida em 1992, estudante de Psicologia. Cada um tem sua missão e dom na vida, muitas vezes perdemos o tempo nos limitando a coisas do nosso dia a dia e somos engolidos por eles e é ai que mora a questão, por esse motivo eu resolvi olhar para mim e para o outro. Talvez você não acredite, mas um texto pode mudar a vida de alguém e ele pode ser uma mão estendida de você não está só.
Insta: littlebee_think / @liiimaca

3 Comentários

Deixe um comentário