Carina Lima Crônica

Ninguém está 100% bem

mm
Escrito por Carina Lima

Ninguém está realmente bem, isso é uma das coisas que as pessoas mais têm compartilhado, mas te pergunto quando é que realmente todos estiveram bem?

Todos nós carregamos algum tipo de trauma, e caso você não carregue por favor se apresente, afinal você é um ser raríssimo! A palavra trauma carrega um peso enorme e talvez boa parte das pessoas imagine grandes situações, mas até mesmo as “pequenas” coisas são capazes de deixar marcas profundas que podemos carregar por anos.

Cada pessoa carrega seus traumas e histórias e ao esbarrarmos com elas durante um caminho, sequer imaginamos o que tem por trás de um modo de ser – independentemente se for um jeito considerado comum ou grosseiro, só a pessoa sabe o que a fez ser assim ou nem ela às vezes tem essa consciência.

Com o tempo aprendemos que, em alguns momentos, ser espelho, devolver na mesma moeda ou agir sem pensar pode não ser só infantilidade ou falta de maturidade, mas sim é capaz de acender algo adormecido, piorar a questão de alguém ou dar um gatilho. O tempo me ensinou que eu tenho a escolha de não piorar uma questão de alguém pelo modo que eu ajo e que posso externar uma situação ruim sem que eu afete alguém negativamente.

Por mais que todos possuam traumas e questões a serem trabalhadas, nem todos estão dispostos a tocar de fato onde dói, e eu acredito muito que cada um tem o seu tempo, além de ter os seus mecanismos de blindagem, o que fica mais difícil de acessar.

Após pouco mais de 5 anos de busca pelo meu eu, hoje eu consigo assumir que me blindo para não acessar o que gera um desconforto, e com isso aprendi também como ajudar alguém mesmo com atitudes consideradas pequenas e que sou capaz sim, de não piorar ou maximizar o trauma de alguém, mesmo sem ter o conhecimento do que se trata e arrisco dizer que é possível minimizar com pequenas atitudes.

Ninguém está 100% bem, mas se eu puder ajudar a melhorar, nem que seja 1% do dia de alguém, eu vou fazer.

Sobre o autor

mm

Carina Lima

Carina Lima, nascida em 1992, estudante de Psicologia. Cada um tem sua missão e dom na vida, muitas vezes perdemos o tempo nos limitando a coisas do nosso dia a dia e somos engolidos por eles e é ai que mora a questão, por esse motivo eu resolvi olhar para mim e para o outro. Talvez você não acredite, mas um texto pode mudar a vida de alguém e ele pode ser uma mão estendida de você não está só.
Insta: littlebee_think / @liiimaca

1 Comentário

  • Hj vendo um vídeo do David Leonardo sobre brigas, ele me fez refletir sobre atitudes nossas de cada dia, não que não haja reflexão sobre isso, mas hj foi um toque diferente. E esse texto trás uma pincelada disso, podemos acalorar a discussão ou apaziguar, cada atitude; como bem escreveu, e muita das vezes de forma inconsciente, faz com que o trauma seja expelido. Por isso o auto conhecimento é tão importante. Parabéns pequena pela maturidade destes últimos anos.

Deixe um comentário