Saúde Território

Prefeitura de Carapicuíba distribui 20 mil cestas básicas do Projeto Alimento Solidário

Escrito por Redação

Prefeitura de Carapicuíba vai distribuir na próxima semana mais de 20 mil cestas básicas para as famílias cadastradas no CadÚnico, com renda por pessoa mensal de até R$ 89. As cestas estão sendo entregues ao município pelo Governo do Estado de São Paulo. A iniciativa faz parte do projeto ‘Alimento Solidário’.

A cesta de alimento foi elaborada em parceria com a nutricionista chefe do Hospital Israelita Albert Einstein, Luci Uzelin, e contém 7 fontes de proteínas diferentes (feijão, café em pó, leite em pó, sardinha, linguiça e ervilha), além de outros produtos para a alimentação de uma família com quatro pessoas por um mês.

O que é o projeto Alimento Solidário?

O projeto visa garantir a segurança alimentar da população em extrema pobreza do Estado durante a pandemia do coronavírus.

Qual o período de entrega?

A partir de segunda-feira, dia 20, até 26 de abril, das 8h às 18h, com distribuição de senhas nos locais de entrega, por ordem de chegada.

Quais são os locais para a retirada das cestas?

CRAS I – Polo Inac – Av. Dante Carraro, 333 – Ariston

CRAS II – Escola Estadual Natalino Fidêncio – R. Zequinha de Abreu, s/nº – Parque Santa Tereza

CRAS III – Escola Municipal Nai Molina do Amaral – R. Serra Agulhas Negras, 199 – Jd. Planalto

CRAS IV – Escola Municipal Noemy Silveira Rudolfer – Peruíbe, 20 – Jd. Santa Brígida

CRAS V – Antigo Centro Administrativo da Prefeitura Av. Presidente Vargas, 280 – Vila Caldas

Quem poderá retirar a cesta de alimento?

O titular do cadastro com a documentação necessária. Caso a pessoa seja idosa deve indicar alguém da família, maior de 18 anos, com os documentos originais do titular para a retirada do benefício.

Quais documentos devem ser apresentados?

Documento original com foto (RG, CNH ou Carteira de Trabalho) e o Número de Identificação Social (NIS).

Atenção! Documentos digitais não serão aceitos.

Sobre o autor

Redação

O Jornal d'aqui digital é uma prestadora de serviços que atua com comunicação na região da Granja Viana, Cotia (SP). Nasceu originalmente em 1979 como mídia impressa e assim atuou durante 35 anos. O formato atual surgiu a partir de um movimento de amigos/leitores inconformados com o encerramento de suas publicações.

3 Comentários

  • Referente a esta cesta que vcs falam que foi doada pelo hospital israelita e uma grande mentira so ignorante para acredita na caixa está escrito que foi doada pelo exército não fizeram o favor nem de troca a caixa e mas foi dada apenas uma remessa de cesta para se comer a quarentena toda e ainda fala que e doação ninguém passa o ano inteiro comendo uma cesta só disseram que a cesta seria para quem estava cadastrado no cadastro único e no bolsa e renda ate 212.00reais a minha renda era zero e não tive direito a segunda fase e não foi só eu que não tive direito muita gente não teve direito .o próprio funcionario da prefeitura disse que eles estavam separando cesta para funcionários publicos isso e certo obs não e só na favela que tem vulneráveis pais de famílias que seus emprego que pagam aluguel nao são vulneráveis que hipocrisia ainda tem a coragem de dizer que todos iam receber ajuda por ser o coronavirus

  • Corrigindo pais que perderam seus empregos que pagam aluguel os desempregados muitos dessas famílias voces tiraram o direito então deveria analisar muitas pessoas mora na favela tem carro do ano ar condicionado móveis de primeira e passa de coitado cade a assistente social que ganha para averiguar a situação dessa família e não faz por onde pra mim isso e cabide de emprego a tem mas essas mulheres que se passam como mãe solteira tem marido que sustenta e por não ser casada no papel tira o direito de quem podia esta sendo ajudado ai um pai de famílias que paga o inss e tirado o direito do seu pis ai fica desempregado não tem direito ao bolsa família foi o que aconteceu comigo tive que espera seis meses isso porque provei que tinha sido mandada com justa causa o meu marido estava desempregado deus foi quem me amparou o bolsa familia deveria se uma ajuda de custo tem muitas pessoas que se acomoda que gente hipócrita e ignorante

  • A cesta que recebi não tinha nada disso que vcs colocaram aí, tinha 1 óleo 1 açúcar 1 arroz 1 macarrão 1 sachê de molho bem pequenino, 200 grs de leite em pó e 500 grs de café

Deixe um comentário