Carina Lima Colunistas Crônica

Você acredita em encontro de almas?

Escrito por Carina Lima

Não me refiro somente à alma gêmea ou àquele amor arrebatador que parece ser escrito em outras vidas, mas encontro de almas mesmo, seja na amizade ou no amor, aquele encontro que jamais alguém consegue explicar.

Eu acredito! Talvez para falar de alma gêmea muitos de nós ainda não tenham a propriedade necessária de que sim ou que não, mas é difícil quem não acredita no encontro de almas, aquela coisa inexplicável que parece que nos conhecemos de outras vidas, sem nem mesmo acreditar em outras vidas.

Acredito que esse encontro vem de um bem maior, parece que existe uma sintonia e uma sinergia inexplicável, algo de Deus. Tenho pra mim que parte de nós tem propriedade para falar de encontro de almas no quesito amizade, aquela que parece que vai além do santo bater, ele bate, a energia parece ser a mesma, muitas vezes sentimos e chamamos de irmã, enfim não há descrição.

Sabe quando conhecemos alguém há um pequeno tempo, mas parece que conhecemos mais do que nossa própria vida? Muitas vezes esse encontro vem para nos salvar, não no sentido de salvação por estarmos passando por um sufoco e precisar dessa pessoa, mas sim como um modo de salvar a vida mostrando que ela vale sim a pena, que dá para ser mais divertido apesar de tudo, que as pequenas coisas valem muito mais do que qualquer exuberância e que ainda existe amor e amizade sem querer nada em troca.

Talvez o encontro de almas, no quesito relacionamento afetivo, seja muitas vezes confundido por conta da carência, as pessoas misturam alma gêmea com picos de carências e é quando acontecem aquelas entregas de acabar o fôlego, onde tudo tem uma intensidade maior do que na verdade era para ter. Tudo ganha um tamanho maior, porém quando a carência vai se diluindo, a realidade aparece ou a ilusão de uma relação perfeita deixa de existir, aquela visão extrema que antes a pessoa tinha se apaga e apenas aquela luz que fica um pouco atrás do que se criou, aparece e mostra que o conto de fadas que foi criado na verdade não existe.

Não é por conta de situações de desilusões que devemos desacreditar no encontro de almas, independentemente do sentido, é apenas necessário ter a maturidade que a vida nos dá para ver o que realmente vale a pena ou o que realmente é real.

Seja no sentido de relacionamento afetivo ou de amizade, isso é algo indescritível. Em relação afetiva muitas vezes uma relação de anos pode não ter feito nem metade do que uma relação de meses ou semanas faz, já no quesito de amizade, é tão inexplicável que você simplesmente não sabe como começou e parece que tudo de certo modo é mais fácil, seja o dia a dia, a evolução ou a maturidade, o aprendizado parece ser mútuo e que apesar das diferenças estamos na mesma direção.

Engana-se aquele que pensa que quando rolam esses encontros não há brigas, há sim, mas do mesmo modo que estas acontecem, tudo parece voltar ao lugar e evoluímos com elas.

Quando temos essas pessoas em nossas vidas, de uma coisa temos certeza, de que nunca mais estamos sozinhos!

Sobre o autor

Carina Lima

Carina Lima, 25 anos, trabalha como assistente administrativa e escreve por sentir que a escrita sempre foi sua melhor amiga. Hoje em dia, com a necessidade de ajudar o próximo, resolveu que esse era o momento de fazer a diferença na vida das pessoas e porque não pelo meio que sempre a ajudou?

Escreve na página do insta @littlebee_think

Deixe um comentário